F1: Morte de Ayrton Senna completa 19 anos nesta quarta-feira

Há exatos 19 anos, o Brasil perdia seu maior piloto e um dos maiores ídolos nacionais. No dia 1 de maio de 1994, Ayrton Senna sofreu um grave acidente no Grande Prêmio de San Marino, na Itália, e faleceu aos 34 anos.

Na ocasião, Senna era o líder da prova e perdeu o controle na curva Tamburello, do Autódromo Enzo e Dino Ferrari, em Ímola, o que fez ele se chocar contra o muro de proteção. Levado diretamente para o hospital, sua morte foi confirmada poucas horas depois.

O GP de San Marino já havia sido marcado por outros acidentes que confirmavam a falta de segurança da pista. Na sexta-feira, Rubens Barrichelo perdeu o controle de sua Jordan depois de passar por uma zebra e se chocou contra uma barreira de pneus. Com o acidente, Barrichelo teve pequenas escoriações e o nariz quebrado, voltando ao cockpit duas semanas depois.

No sábado, na etapa classificatória, o austríaco Roland Ratzenberger bateu na curva Gilles Villeneuve após a asa dianteira do seu carro se desprender. Assim como Senna, Ratzenberger não resistiu ao impacto em alta velocidade e faleceu. Depois dos incidentes, o brasileiro se reuniu com os outros pilotos para discutirem sobre normas de segurança.

Mesmo tendo ameaçado não competir, Senna foi para a pista com uma bandeira da Áustria em seu macacão, com a intenção de homenagear o colega caso conseguisse chegar ao pódio.

Em sua carreira, o piloto conquistou os títulos da Fórmula 1 em 1988, 1990 e 1991. Nascido em São Paulo, ele começou no automobilismo com o kart e fez sua estreia na F1 em 1984. Em dez anos na principal categoria, ele defendeu a Toleman, Lotus, McLaren e Williams. Ao total, disputou 161 GPs, venceu 41 deles e subiu ao pódio em 80 ocasiões.

Mesmo quase 20 anos depois, as conquistas de Ayrton Senna estão vivas na memória do povo brasileiro e dos apaixonados pela competição. Em pesquisa feita pelo canal britânico BBC, ele foi eleito o melhor piloto de todos os tempos.

Fonte: GazetaEsportiva.Net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *