F1: Nico Rosberg conquista o título de 2016

O alemão Nico Rosberg (Mercedes) conquistou neste domingo (27/11), o titulo de Campeão Mundial de F-1 de 2016, ao terminar em segundo lugar no GP de Abu Dhabi, no Circuito de Yas Marina, última etapa da temporada. O britânico Lewis Hamilton, parceiro de equipe de Rosberg, venceu a prova. O alemão Sebastian Vettel (Ferrari) fechou o pódio.

Pole-position Hamilton manteve a ponta na largada, seguido por Rosberg, o finlandês Kimi Raikkonen (Ferrari), o australiano Daniel Ricciardo (Red Bull) e Vettel. O holandês Max Verstappen (Red Bull) rodou após um toque com o alemão Nico Hulknberg (Force India) e caiu para a última posição.  Com os pneus supermacios, assim como o parceiro de equipe, Verstappen iniciou uma sequencia de ultrapassagens.

Com a maioria dos pilotos largando com os pneus ultramacios, logo teve inicio as paradas os boxes, para a troca de pneus. Hamilton parou na sexta volta, deixando a ponta para Rosberg. Duas voltas depois, o alemão entrou nos pits, com Ricciardo assumindo a liderança por uma volta.

Hamilton retomou a liderança na 10ª volta, seguido por Verstappen, ainda sem parar nos boxes, Rosberg, Raikkonen, Ricciardo e Vettel.  Dez voltas depois, com a Mercedes informando a Rosberg que ele precisava passar Verstappen, o alemão foi para cima do holandês conseguindo a ultrapassagem na curva oito. Pouco depois o holandês entrou nos boxes pela primeira, e única vez.

Hamilton fez a sua segunda parada na 28ª volta, colocando novamente os pneus macios. Rosberg liderou uma volta, e também entrou nos pits, para outro jogo de pneus macios. Vettel adiou a sua entrada, e assumiu a ponta, liderando até a 37ª volta, quando colocou os pneus ultramacios. Hamilton era o líder, seguido por Rosberg, Verstappen, Ricciardo, Raikkonen e Vettel.

Mesmo questionado pela equipe, sobre o tempo de voltas, o britânico manteve a estratégia de segurar o ritmo, permitindo a aproximação de Rosberg, e assim também de outros pilotos. Que poderiam ameaçar a posição do rival.

Com pneus mais novos do que os demais, Vettel iniciou um sequencia de ultrapassagens, até encostar em Rosberg faltando cinco voltas para o final. Rosberg controlou os ataques do compatriota, garantindo o segundo lugar, e o seu primeiro título mundial.

F1: Nico Rosberg conquista o título de 2016

Com o título de Rosberg, a Alemanha soma o seu 12ª título na categoria (sete de Schumacher, quatro de Vettel e um de Rosberg).

Rosberg é o segundo filho de Campeão Mundial de F-1 a também conquistar o título. Seu pai, o finlandês Keke Rosberg levou o título em 1982, pela Williams.

Antes de Rosberg, o britânico Damon Hill conquistou o título de 1996, pela Williams. Seu pai Graham Hill foi campeão em 1962, pela BRM e 1968 pela Lotus.

Verstappen foi o quarto, seguido por Ricciardo e Raikkonen. Hulkenberg terminou em sétimo, seguido pelo parceiro de equipe, o mexicano Sergio Pérez.

Se despedindo da categoria, o brasileiro Felipe Massa (Williams) foi o nono colocado. O espanhol Fernando Alonso (McLaren) fechou a zona de pontos.

O brasileiro Felipe Nasr (Sauber), que ainda não tem equipe definida para 2017 (sobram apenas uma vaga na mesma Sauber e outra na Manor), terminou na 16ª posição.    

Também se despedindo da F-1,  o britânico Jenson Button (McLaren), Campeão Mundial em 2009, abandonou a prova após ter uma suspensão quebrada.

Rosberg somou 385 pontos, cinco a mais do que Hamilton. Ricciardo foi o terceiro com 256.

Entre as equipes a Mercedes foi a campeã com 765 pontos, seguida pela Red Bull com 468.


Final:

1 – Lewis Hamilton (Mercedes W07) – 55 voltas em 1.38’04”013
2 – Nico Rosberg (Mercedes W07) – 0”439
3 – Sebastian Vettel (Ferrari SF16-H) – 0”843
4 – Max Verstappen (Red Bull RB12-Renault) – 1”685
5 – Daniel Ricciardo (Red Bull RB12-Renault) – 5”315
6 – Kimi Raikkonen (Ferrari SF16-H) – 18”816
7 – Nico Hulkenberg (Force India VJM09-Mercedes) – 50”114
8 – Sergio Perez (Force India VJM09-Mercedes) – 58”776
9 – Felipe Massa (Williams FW38-Mercedes) – 59”436
10 – Fernando Alonso (McLaren MP4/31-Honda) – 59”896
11 – Romain Grosjean (Haas VF16-Ferrari) – 1’16”777
12 – Esteban Gutierrez (Haas VF16-Ferrari) – 1’35”113
13 – Esteban Ocon (Manor MRT05-Mercedes) – 1 volta
14 – Pascal Wehrlein (Manor MRT05-Mercedes) – 1 volta
15 – Marcus Ericsson (Sauber C35-Ferrari) – 1 volta
16 – Felipe Nasr (Sauber C35-Ferrari) – 1 volta
17 – Jolyon Palmer (Renault RS16) – 1 volta

Volta mais rápida: Sebastian Vettel 1’43”729

Abandonos:

Carlos Sainz (Toro Rosso STR11-Ferrari) – 41 voltas
Daniil Kvyat (Toro Rosso STR11-Ferrari) – 14 voltas
Jenson Button (McLaren MP4/31-Honda) – 12 voltas
Valtteri Bottas (Williams FW38-Mercedes) – 6 voltas
Kevin Magnussen (Renault RS16) – 5 voltas

Campeonato, pilotos, final:
1.Rosberg 385; 2.Hamilton 380; 3.Ricciardo 256; 4.Vettel 212; 5.Verstappen 204; 6.Raikkonen 186; 7.Perez 101; 8.Bottas 85; 9.Hulkenberg 72; 10.Alonso 54; 11.Massa 53; 12.Sainz 46; 13.Grosjean 29; 14.Kvyat 25; 15.Button 21; 16.Magnussen 7; 17.Nasr 2; 18.Palmer, Wehrlein, Vandoorne 1.

Campeonato, construtores, final:
1.Mercedes 765; 2.Red Bull-Renault 468; 3.Ferrari 398; 4.Force India-Mercedes 173; 5.Williams-Mercedes 138; 6.McLaren-Honda 76; 7.Toro Rosso-Ferrari 63; 8.Haas-Ferrari 29; 9.Renault 8; 10.Sauber-Ferrari 2; 11.Manor-Mercedes 1.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *