F1: Nico Rosberg vence em Interlagos. Felipe Massa é terceiro

O alemão Nico Rosberg (Mercedes) venceu neste domingo (09/11), o GP do Brasil, em Interlagos, penúltima etapa da temporada. Foi a quinta vitória de Rosberg no ano, e oitava na categoria. O britânico Lewis Hamilton completou a dobradinha da Mercedes. O brasileiro Felipe Massa (Williams) foi o terceiro.

Pole-position, Rosberg manteve a ponta na largada, seguido por Hamilton, Massa e o finlandês Valtteri Bottas, parceiro brasileiro.

Logo na sexta volta, começou a primeira sessão de paradas nos boxes, para a troca de pneus. Rosberg entrou nos boxes na 8ª volta, e Hamilton na seguinte.

O alemão Nico Hulkenberg (Force India) e o russo Daniil Kvyat (Toro Rosso), adiaram a entrada nos boxes, a assumiram as duas primeiras posições, seguidos por Rosberg e Hamilton.

Massa levou uma punição, por excesso de velocidade nos boxes, e teria que ficar parado cinco segundos nos boxes, no próximo pit stop.

Na 14ª volta, Rosberg passou Hulkenberg e reassumiu a ponta. Duas voltas depois, Hamilton também passou o alemão da Force India.

Massa entrou nos boxes pela segunda vez na 26ª volta, e pagou a punição. Bottas também foi para os pits, e perdeu tempo, enquanto um membro da equipe ajustava o cinto de segurança do piloto, solto desde a primeira parada.

Rosberg parou nos boxes na 27ª volta, deixando Hamilton na liderança provisória. Na 29ª volta, com os pneus totalmente desgastados, o britânico errou na Curva do Lago, e foi para a grama. Hamilton retornou a pista, e foi direto para os boxes. Deixou os pits, sete segundos atrás de Rosberg.

Na parte final da prova, após a sua terceira parada nos boxes, Hamilton partiu para cima de Rosberg, diminuindo a diferença para meio segundo. Mas sem chances de tentar a ultrapassagem.  No final, Rosberg venceu com 1s4 de vantagem. Para alegria do publico presente, Felipe Massa completou o pódio.

Com a 11ª dobradinha da Mercedes no ano, a equipe supera as dez conquistadas pela McLaren em 1988 (com o francês Alain Prost e o brasileiro Ayrton Senna).

O britânico Jenson Button (McLaren) foi o quarto, seguido pelo alemão Sebastian Vettel (Red Bull) e a dupla da Ferrari, o espanhol Fernando Alonso e o finlandês Kimi Raikkonen.  Hulkenberg, o dinamarquês Kevin Magnussen e Bottas (que no final perdeu rendimento com uma sobre viseira presa no aerofólio traseiro) completaram os dez primeiros.

Hamilton lidera o campeonato com 334 pontos, 17 a mais do que Rosberg.

A última etapa, que terá pontuação dobrada, acontece em Abu Dhabi, no dia 23 de novembro.

Final:

1. Nico Rosberg Mercedes-Mercedes 71 voltas em 1hr30m02s555
2. Lewis Hamilton Mercedes-Mercedes +00m01.4s
3. Felipe Massa Williams-Mercedes +00m 41.0s
4. Jenson Button McLaren-Mercedes +00m48.6s
5. Sebastian Vettel Red Bull-Renault +00m51.4s
6. Fernando Alonso Ferrari-Ferrari +01m01.9s
7. Kimi Raikkonen Ferrari-Ferrari +01m03.9s
8. Nico Hulkenberg Force India-Mercedes    +01m10.0s
9. Kevin Magnussen McLaren-Mercedes +1 volta
10. Valtteri Bottas Williams-Mercedes +1 volta
11. Daniil Kvyat Toro Rosso-Renault +1 volta
12. Pastor Maldonado Lotus-Renault +1 volta
13. Jean-Eric Vergne Toro Rosso-Renault +1 volta
14. Esteban Gutierrez Sauber-Ferrari +1 volta
15. Sergio Perez Force India-Mercedes +1 volta
16. Adrian Sutil Sauber-Ferrari    +1 volta
17. Romain Grosjean Lotus-Renault +8 voltas

Abandono:

Daniel Ricciardo Australia Red Bull-Renault 39 voltas

Volta mais rápida:

Lewis Hamilton Mercedes-Mercedes 1m13s555 na volta 62

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *