F1: Para diretor de hospital, Massa corre risco de morte

O piloto brasileiro Felipe Massa ainda correria risco de morte após sofrer acidente no treino classificatório para o GP da Hungria, neste sábado. A afirmação é de Peter Bazso, diretor do hospital militar AEK, onde o brasileiro está internado após ser submetido a uma cirurgia no crânio.

“A situação de Massa é grave e envolve risco de vida, mas ele está estável”, disse à agência de notícias Associated Press. O piloto brasileiro está sedado e deve passar por uma tomografia no domingo.

Apesar da declaração de Bazso, a expectativa dos pilotos é que Massa se recupere sem grandes sequelas. Em seu twitter, Rubinho Barrichelo, que acompanhou Massa até o hospital, tentou passar tranquilidade aos fãs brasileiros.

“O Felipe passou muito bem pela cirurgia. A pancada na cabeça foi muito forte, então ele continua sedado. Mas fiquei tranquilo com os comentários dos médicos”, disse o piloto da Brawn GP.

Preocupada, a família de Massa embarcou para a Hungria neste sábado. Os pais e a esposa do piloto, Rafaela, que está grávida de cinco meses, foram encontrar com o irmão do piloto, que já estava em Budapeste. Junto com eles, viajou também o médico Dino Altmann.

Fonte: Gazeta Esportiva.Net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *