F1: Pastor Maldonado lamenta morte de Chávez: “Se foi um grande homem”

A notícia da morte do presidente venezuelano Hugo Chávez provocou tristeza no piloto Pastor Maldonado, que recebeu a informação logo após realizar testes no simulador do carro da Williams. “Pupilo” do líder venezuelano transmitiu seus sentimentos por meio da rede social Twitter.

“Me uno em profunda dor pela qual estamos passando todos os venezuelanos. Meu pesar a família de Chavéz e a toda a Venezuela”, escreveu o piloto assim que soube da morte do presidente.

Hugo Chavéz é um dos responsáveis por Pastor Maldonado ter uma chance na Fórmula 1 , uma vez que foi um grande incentivador do automobilista ao apoiá-lo desde as categoria de base com o patrocínio da petrolífera estatal PDVSA.

Maldonado foi só elogio. “Hoje não se foi apenas um presidente, hoje se foi um grande homem, cujos ideais transcendem mais além: um soldado, um lutador, um herói”, declarou. O venezuelano não se esqueceu do tradicional “Viva Chávez”.

Por fim, o piloto se dirigiu ao povo da Venezuela e pediu por união, pela qual Hugo Chavéz pregava. “Peço união a todos os venezuelanos, sigamos o exemplo e lutemos infinitamente por nosso futuro. Viva nosso comandante, Chavéz sempre”.

Com a morte do presidente Hugo Chavéz, a Venezuela será comandada interinamente pelo vice-presidente Nicolás Maduro, nos próximos 30 dias. Após esse período uma eleição deve ser convocada para definir o novo presidente. Para Maldonado, essa eleição pode ter um peso importante, uma vez que a oposição à Chávez, cujo principal nome é Henrique Caprilles, se coloca contra o investimento de estatais no esporte.

Fonte: GazetaEsportiva.Net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *