F1: Pela primeira vez, Barrichello cogita aposentadoria

Recordista de GPs disputados na história da Fórmula 1 (279), Rubens Barrichello admitiu pela primeira vez a hipótese de se aposentar. O piloto, entretanto, deixou claro que esta ainda é uma possibilidade muito pequena de acontecer no final do ano.

“Amo este esporte e, por isso, 95% dos meus sentimentos dizem para eu ficar. Mas os 5% restantes ficam perguntando: “Para que você precisa disso?””, comentou o piloto, que está há 17 anos na principal categoria do automobilismo mundial.

Mesmo quando viveu uma fase complicada, no ano passado, com um carro ruim e a série ameaça de não conseguir um lugar este ano, Barrichello não falou em parar. Sempre que questionado sobre a assunto, ele garantia ainda estar motivado.

Recentemente, Barrichello passou por um desgaste muito grande dentro da Brawn GP ao criticar publicamente a equipe pela perda do pódio na etapa da Hungria. “Não vou trazer nenhum desses problemas para cá”, garantiu.

Ele, porém, ainda não quer pensar sobre o assunto. “O ano que vem ainda está longe para eu decidir algo agora”, justificou o piloto, que no final da tarde desta quinta-feira fez um comentário no Twitter sobre o assunto: “Gente, quando falei 5% que eu ia parar mostra que é muito pouco… minha grande vontade é continuar”.

Sobre os treinos desta sexta-feira, Barrichello contou que trabalhou a maior parte do tempo com os pneus. “Os compostos provaram ter bastante aderência e isso é importante para estabelecer algumas hipóteses para o acerto do carro. De uma maneira geral, fiquei feliz com o nosso progresso hoje”, destacou o piloto, 13º na primeira sessão e sétimo na segunda.

Fonte: Gazeta Esportiva.Net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *