F1: Petrobrás anuncia saída da Fórmula 1

Depois de negar um acordo para aproximar Bruno Senna da Fórmula 1, a Petrobrás anunciou nesta segunda-feira que não participará do espólio da ‘nova’ Honda neste ano. De acordo com a estatal, a alteração nos interesses da empresa foi o principal motivo da retirada, pois seu objetivo era aperfeiçoar e manter seu apoio apenas nos desafios técnicos.



O chefe da divisão de patrocínios da Petrobrás, Cláudio Thompson, afirmou que a petrolífera não está expondo sua marca na categoria somente para divulgar.

“A nossa presença na Fórmula 1 era o meio para continuar o desenvolvimento tecnológico. Com a saída da Honda, decidimos para por aqui também, pois todas as equipes já possuíam fornecedores de combustível para 2009. Não estamos apenas ligado ao lado comercial, sem a possibilidade de usar e desenvolver nossos produtos.”

Além de anunciar a saída da estatal brasileira da categoria máxima do automobilismo, Thompson também negou qualquer possibilidade de incentivo financeiro da empresa para auxiliar a contratação de Bruno Senna pela Honda. “A companhia não tem contrato com a Honda ou qualquer futura equipe em formação à próxima temporada. Além disso, reitero que não patrocinamos pilotos individualmente”, corroborou.

Caso a Honda permanecesse na F-1, a Petrobrás forneceria combustível e lubrificantes à equipe. Entretanto após o encerramento do contrato com a Williams – vigente desde 1998 -, a empresa aguardou o andamento das negociações com os japoneses para seguir na categoria.

Fonte: Gazeta Esportiva.Net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *