F1: Pilotos querem esclarecer regras após punição

Os pilotos da Fórmula 1 tentarão esclarecer as regras da categoria antes do Grande Prêmio da Itália, que será realizado no próximo domingo, após o inglês Lewis Hamilton ter perdido a vitória na Bélgica por ter cortado caminho em uma chicane.

“No encontro dos pilotos amanhã vamos tentar esclarecer as condições nas quais estamos correndo e seguiremos adiante”, disse o piloto David Coulthard a jornalistas, nesta quinta-feira.


Em uma controvérsia que se tornou o principal assunto da Fórmula 1, o líder do campeonato Lewis Hamilton foi rebaixado para a terceira posição depois de ter cortado uma chicane ao tentar ultrapassar Kimi Raikkonen, da Ferrari, a duas voltas do final da prova.


O piloto da McLaren voltou à pista na frente do finlandês, cedeu o primeiro lugar momentaneamente na reta, e arrancou novamente para tomar a liderança na primeira curva do circuito.


Entretanto, os fiscais consideraram que Hamilton havia tirado vantagem da manobra pelo meio da chicane, e aplicaram uma punição de 25s adicionais a seu tempo total.


A punição deixou muitos torcedores indignados e dominou o primeiro dia de Monza, nesta quinta-feira, com opiniões divididas entre os pilotos sobre a decisão e outras personalidades expressando preocupação com os princípios do esporte.


O diretor de engenharia da Renault, Pat Symonds, teme que a pena seja um revés para as tentativas de estimular as ultrapassagens e fazer o esporte ficar mais empolgante.


“Eu acho que isso envolve a filosofia da Fórmula 1, precisamos de mais empolgação, e precisamos de mais personalidades”, disse. “E ainda assim me parece que tudo que acontece parece ser contra isso”.


O brasileiro Felipe Massa, da Ferrari, que herdou a vitória em Spa depois de terminar em segundo inicialmente, disse que era claro que Hamilton estava errado, mas outros estavam divididos sobre a severidade da punição.


“As regras são muito claras”, disse o italiano Jarno Trulli, da Toyota. “Se você corta a chicane e tem uma vantagem, você tem que devolver a posição. No caso de Lewis, ele não deveria ter atacado logo na próxima curva”.


Fonte: Reuters

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *