F1: Presidente diz que Renault poderá deixar a categoria

O presidente da Renault, Carlos Ghosn, afirmou nesta quinta-feira que por enquanto a montadora continua na Fómula 1, mas advertiu que pode deixar a categoria quando ela parar de ser um bom investimento.

“O dia em que a Fórmula 1 deixar de ser um bom investimento a deixaremos”, declarou Ghosn durante a apresentação dos resultados financeiros da empresa em 2005.

No entanto, o presidente da companhia disse que continuará por enquanto, pois a ligação da Renault com a Fórmula 1 é algo que interessante.

Ghosn afirmou que a partir de 2007, quando chegam ao fim os Acordos da Concórdia, que regem os aspectos comerciais da Fórmula 1, a permanência na categoria automobilística será analisada “a cada ano”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *