F1: Raikkonen promete ‘lutar até o fim’ por título da Fórmula 1

Apesar do mau resultado no GP da Bélgica, prova na qual pela segunda vez consecutiva não conseguiu terminar e acabou sem pontuar, o piloto da Ferrari Kimi Raikkonen declarou, nesta terça-feira, que fará de tudo para conseguir a vitória do GP da Itália no próximo domingo e continuar na briga pelo título da temporada de Fórmula 1.

“Lutarei até o fim”, afirmou o atual campeão mundial da categoria. No momento, o piloto finlandês está na quarta colocaçao do Mundial de Pilotos com 57 pontos, 19 pontos atrás do líder Lewis Hamilton e 17 do seu companheiro de equipe, e atual segundo colocado, o brasileiro Felipe Massa. Mesmo com esta diferença, a Ferrari ainda não definiu qual será o seu piloto número 1.

Em vista do GP de Monza, no próximo domingo, dia 14, Raikkonen comentou: “farei de tudo para vencer pela equipe e pelos torcedores. É a corrida de casa da Ferrari e seria fantástico poder vencer o Grande Prêmio da Itália pela primeira vez. Não tenho nada a perder”.

“Não há motivos para se lamentar agora. Fiz meu melhor mas não foi o suficiente. Pode acontecer a mesma coisa em uma partida de hóquei ou em uma corrida de motocross: um dia se ganha, no outro se perde, mas se continua lutando”, disse Raikkonen, que venceu sua última corrida no Grande Prêmio da Espanha em abril.

“Aquilo que ocorreu não me preocupa ou me impede de tentar ainda. Lutarei até o fim. Ainda há cinco corridas e a minha posição não é certamente ideal, mas, como disse muitas vezes, não sou uma pessoa que desiste”, continuou.

Otimista, o piloto acredita que poderá ganhar na casa da torcida ferrarista e conta com a ajuda dos italianos e finlandeses. “É a Meca dos torcedores da Ferrari e acredito que haverá também muitos fãs que virão da Finlândia. É a pista mais rápida do ano e é bom saber que posso contar de novo com o carro do jeito que eu gosto. No ano passado tive um grande acidente no sábado de manhã, acabei contra o muro e a batida foi violenta. Aquele fim de semana foi sem dúvida o mais difícil de toda a temporada”, comentou o Raikkonen.

Sobre a corrida desse último domingo na Bélgica, a qual abandonou após perder o controle do carro durante uma disputa por posição, o piloto finlandês admite que não era o resultado que queria obter mas que “foi de qualquer forma bom voltar a lutar pela vitória”.

“Finalmente, tinha um sentimento bom com o carro e a pista de Spa é simplesmente a mais bonita para se fazer uma corrida de Fórmula 1. Havia chegado na Bélgica com apenas um objetivo na cabeça: a vitória. Qualquer outro resultado não seria o bastante para mim, também porque permiti aos meus adversários diretos se distanciarem de mim na classificação”, disse o piloto.

Fonte: Agência Ansa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *