F1: Red Bull confirma motores da Renault para próxima temporada da F1

Depois de meses de indefinições e especulações, a Red Bull confirmou que continuará utilizando motores da Renault na temporada de 2016 da Fórmula 1. O anúncio veio um dia depois de a montadora francesa concluir a compra da Lotus e voltar a ter uma equipe própria na categoria de elite do automobilismo mundial.

O relacionamento entre Red Bull e Renault ficou estremecido ao longo de 2015 por causa das constantes reclamações públicas feitas pela escuderia sobre o desempenho do propulsor. A equipe sediada em Milton Keynes atribuiu os maus resultados do ano à diferença de rendimento de seu motor aos fabricados por Mercedes e Ferrari e chegou a procurar outros fornecedores.

“Estamos satisfeitos em ver a Renault confirmar seu compromisso de longo termo com a F1 e gostaria de agradecer sua contribuição com o time desde 2007”, disse o chefe de equipe, Christian Horner, ressaltando a nova parceria entre a montadora francesa e a companhia de engenharia Ilmor. “Essa parceria técnica nos dá confiança e estamos ansiosos para a temporada de 2016”, completou.

Também nesta sexta-feira, a Red Bull anunciou o patrocínio da empresa de relógios TAG Heuer, apoiou a McLaren por 30 anos. A marca estará no nome dos motores produzidos pela Renault para a equipe e também no nome do próximo carro da escuderia, Red Bull Racing-Tag Heuer RB12.

Já a Toro Rosso, equipe satélite da marca de bebidas energéticas, abandonou os propulsores da Renault e voltará a ter motores da Ferrari. O time, que manterá Carlos Sainz Jr. e Max Verstappen como pilotos, contará com a última versão do equipamento desenvolvido pela montadora italiana para a temporada de 2015 da Fórmula 1.

Fonte: GazetaEsportiva.Net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *