F1: Renault apresenta o R27 em Amsterdã (confira as fotos)

A equipe Renault apresentou nesta quarta-feira (24/01), em Amsterdã, na Holanda, o R27, modelo que a montadora francesa deposita as esperanças de manter a hegemonia na categoria, conquistada nos últimos dois anos. A festa contou com a presença de 600 convidados entre VIPS e jornalistas especializados.


Além das mudanças aerodinâmicas o que mais chamou a atenção foi o novo visual do carro. O amarelo tradicional ficou relegado a parte da frente do carro. O branco domina a carenagem, com leves toques de laranja, lembrando o novo patrocinador da equipe, o grupo ING. O bico e os aerofólios são azuis.


O Presidente da Renault F1 Team, Alain Dassas, falou sobre “os grandes desafios” da futura temporada, que terá como piloto principal o italiano Giancarlo Fisichella, em seu terceiro ano com a Renault, e o novato finlandês Heikki Kovalainen.


“O bicampeonato em 2005 e 2006 colocou a Renault num patamar de grande força da Fórmula 1”, declarou Dassas. “Nosso sucesso no Mundial de Fórmula 1 é um parâmetro de excelência que pretendemos manter em todas as áreas de nosso trabalho na categoria. A cultura de performance da Renault F1 Team reflete os ambiciosos objetivos do Grupo Renault em nível mundial, o Renault Contrato 2009. O bicampeonato também é prova concreta de que a Renault pode vencer em um ambiente extremamente difícil, no qual o sucesso exige qualidade, excelência técnica e confiabilidade”.


“Nós temos que corresponder às expectativas que a reputação alcançada gerou. A equipe agora apresenta uma nova identidade para o mundo das corridas com a chegada da ING como nossa nova patrocinadora principal, e nós temos orgulho em poder dar as boas-vindas a esta importante instituição financeira internacional. Mas, na pista, nosso desafio permanece o mesmo: queremos que nossas equipes técnicas e pilotos tornem a Renault uma candidata ao título de 2007”, completou Dassas.


Externamente o que chama a atenção no novo carro são as aletas aerodinâmicas, que inovam na colocação dos retrovisores, que diferente do normal, saem das laterais do carro e não do cockpit.


A caixa de câmbio de sete velocidades foi dotada do “sistema de mudança de marcha instantânea”. O motor V8 de 2,4 litros, o RS 27, foi projetado de acordo com as exigências do regulamento técnico de homologação de motores, que entre em vigor neste ano.  O motor foi baseado no RS26, utilizado nos GPs da China e Japão do ano passado.  


“Nós estamos ansiosos por este novo desafio, que é parte da tradição da Renault”, comentou o diretor de operações de motor em pista, Denis Chevrier. “Pretendemos tirar o máximo proveito de cada quilômetro completado por um motor Renault, para otimizar o desempenho e a confiabilidade de todos os quatro motores Renault que estarão na pista. Mas a Red Bull Racing será também uma rival como qualquer outra equipe. Por isso estabelecemos princípios operacionais bem claros para este novo relacionamento, e esperamos uma colaboração honesta e confiável de nossos novos parceiros”.


“Este não é um ano de transição da Renault”, enfatiza Flávio Briatore, Diretor Geral. “Nós sempre dissemos que o importante é a equipe, e o sucesso vem deste espírito de equipe que nos une. O ano de 2007 será uma excelente oportunidade para provar isso. Existem algumas modificações para esta temporada, não apenas dentro da Renault como na pista. Acreditamos nas nossas escolhas e estamos confiantes que elas nos ajudarão a ter sucesso em 2007. Será um ano de competição extremamente difícil, em todos os níveis. Mas são estas variáveis que permitem que os melhores times se destaquem e é exatamente isso que pretendemos fazer”.


Entre os dias 17 e 19 de janeiro, a equipe testou em Jerez de la Fronteira, dois R27, completando mais de dois mil quilômetros de testes, com apenas pequenos problemas.


Para Giancarlo Fisichella, este será seu terceiro ano com a equipe – e a oportunidade de concretizar o potencial verificado nas temporadas anteriores. Tendo sido um colaborador importante na conquista dos campeonatos de 2005 e 2006, o italiano terá como objetivo vencer corridas e tornar-se um competidor de presença permanente à frente do grid. Uma de suas vantagens inquestionáveis é a experiência na Fórmula 1, já que Fisichella será o terceiro piloto que mais disputou largadas na categoria entre os inscritos de 2007.


“O ânimo está em alta após as duas últimas temporadas, e estamos muito otimistas”, conta o italiano. “A equipe mostrou sua confiança em mim na nova temporada, e eu estou determinado em retribuir isso da melhor forma possível, com resultados na pista. Este time sabe como projetar carros vencedores capazes de lutar pelo título. Isso significa que há uma oportunidade fantástica para mim em 2007, e estou determinado a aproveitá-la ao máximo”.


Ao lado de Fisichella estará seu novo parceiro de equipe, Heikki Kovalainen, um dos mais brilhantes jovens talentos da Fórmula 1. O finlandês completou 30 mil quilômetros de testes durante as últimas temporadas, e mostrou suas qualidades como membro do Renault Driver Development (ou Programa de Desenvolvimento de Pilotos Renault) desde 2002. A equipe agora lhe ofereceu a rara oportunidade de fazer sua estréia na Fórmula 1 diretamente no time campeão.


“Estou muito ansioso pela nova temporada”, comentou o finlandês. “Mas eu seu que até agora ainda não conquistei nada. Eu me esforcei nos testes do ano passado, a fim de mostrar para a equipe que estou apto para este trabalho. A Renault acreditou em mim, e agora é minha vez de corresponder. É um grande privilégio para um piloto novato começar sua carreira com um carro vencedor, e eu estou determinado a merecer essa chance. Esta será uma temporada na qual terei muito o que aprender, e preciso reduzir meus erros ao mínimo. Haverá pressão, mas ela virá de mim mesmo, pois eu sempre me forço para melhorar em cada detalhe. No geral, espero que 2007 seja um ano fantástico. Estou na melhor equipe possível para começar a carreira, e estou focado em me preparar da forma mais completa possível para a primeira corrida – e as demais 16 que virão depois dela”.

Os brasileiros Ricardo Zonta e Nelson Ângelo Piquet serão os pilotos de testes da equipe.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *