F1: Roberto Pupo Moreno volta a acelerar um Fórmula 1

E ainda testa um Ford GT 40 vencedor de Le Mans

Quinze anos depois de ter andado na Fórmula 1, o brasileiro Roberto Pupo Moreno sentiu no último final de semana o gostinho de acelerar novamente um carro da categoria máxima do automobilismo mundial.

Com o convite do inglês Ron Maydon, colecionador de carros de corridas antigos e promotor do The Masters Series, certame europeu de carros de competição históricos, Roberto Moreno testou no circuito da Catalunia, em Barcelona (Espanha), o modelo Amon F101/Ford, monoposto de Fórmula 1 usado pelo neozelandês Chris Amon em quatro GPS de 1974.

“Foi uma sensação incrível. Pilotar um Fórmula 1, seja de que geração for é sensacional. É muita potência e muita emoção”, contou eufórico.

Depois de melhorar o acerto do Amon F101, Maydon convidou o brasileiro a treinar e fazer dupla com ele a bordo de um Ford GT40, vencedor em Le Mans em 1966.

“Como estou trabalhando como coach driver para o Lucas Foresti (Fórmula 3 inglesa) e provavelmente para o Pedro Nunes (GP3), não terei tempo para participar de todas as provas. Mas nas datas livres estarei acelerando no The Master Series, um campeonato série, bem organizado e que tem muitas jóias raras do automobilismo mundial”, avisa Moreno, que não descarta a possibilidade de atuar em algum certame brasileiro como piloto ou mesmo fazendo consultorias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *