F1: Rubens Barrichello torce por sábado melhor e evita falar em futuro

Piloto brasileiro, que foi o 19º colocado nos treinos desta sexta-feira, afirma que só pensa em fazer um bom trabalho no fim de semana

Rubens Barrichello não ficou satisfeito com o tempo obtido no treino desta sexta-feira à tarde, em Interlagos. O atleta da Willians ficou em 19º e reclamou dos pneus e da gasolina, classificando seu dia apenas como “normal”. O GP do Brasil de Fórmula 1, última etapa da temporada 2011, será disputado em São Paulo, neste domingo, às 14h (de Brasília).

– Hoje foi um dia normal, não sei se é a gasolina que tem algo. No primeiro treino vamos bem e à tarde é assim – disse ele, que foi 13º durante a manhã.

Barrichello também evitou comentar sobre seu futuro. Aos 39 anos, o piloto ainda não conseguiu uma equipe para competir na próxima temporada. Sempre questionado sobre o tema aposentadoria, ele procurou não se aprofundar muito no assunto depois do segundo treino livre.

– Está virando normal, estou calejado com isso, mas não estou pensando no ano que vem. Guiar um carro que não é competitivo não é das coisas mais legais, mas estou na pista que mais gosto. Amanhã deve ter alguma evolução no carro, e a previsão é de briga por um tempo parecido com primeiro treino.

Ao final dos poucos mais de três minutos de conversa com os jornalistas brasileiro, Barrichello só esboçou algum sorriso quando os torcedores que estava em um camarote próximo passaram a gritar seu nome.

– Esse povo merece todo o meu carinho e respeito porque sempre me empurrou e vai continuar assim nos próximos anos.

Fonte: GloboEsporte.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *