F1: Rubinho teme que Schumi não acompanhe evolução da Fórmula 1

Rubens Barrichelo esperava um dia de fã no Parque São Jorge, mas nem por isso escapou das perguntas sobre a temporada da Fórmula 1 que se inicia. Ainda no período de testes, o piloto brasileiro disse que nesse primeiro momento a Ferrari leva vantagem sobre os outros carros e que ainda tem dúvidas sobre o desempenho de Michael Schumacher. para ele, o alemão deve ter dificuldades para acompanhar as grandes mudanças na modalidade.

“Quando o Schumacher quebrou a perna,  ficou seis meses parado e voltou muito forte. Agora ele teve uma folga maior, mas só a pista vai dizer como ele está. Ele parou um pouco no tempo e a Fórmula 1 evoluiu muito”, disse.
Heptacampeão mundial, Schumacher se aposentou em 2006 após o GP do Brasil, o último da temporada, mas decidiu voltar às pistas este ano pela Mercedes.
Os primeiros testes coletivos em Valência tiveram domínio da Ferrari com o brasileiro Felipe Massa nos primeiros dias e Fernando Alonso conquistando o melhor tempo geral no circuito Ricardo Tormo. Rubinho terminou apenas com o 12º lugar. Agora, ele está mais otimista para os próximos testes em Jerez de La Frontera.
“Temos muito para acertar ainda por causa da gasolina, mas me parece que a Ferrari está na frente. Os tempos ainda vão variar. A proximidade entre os carros está grande, mas acho que a gente está um pouco atrás da Ferrari. A Williams é uma equipe formatada, já foi campeã e quer voltar a ganhar. Temos que unir o útil ao agradável, ver se o carro nasce bom para fazê-lo ganhar”
Barrichelo também falou sobre as mudanças no regulamento e principalmente sobre a possibilidade da exigência por duas paradas. “É difícil dizer. Dá para saber que pelo menos uma parada será obrigatória porque ainda é preciso usar os dois tipos de pneu. Vamos esperar. Antes disseram que a pontuação não mudaria, e ela já mudou duas vezes”, avaliou.
Um dos mais experientes da temporada, o piloto garante que a motivação é de iniciante. “É muito cedo para falar do carro. Só posso dizer que serei pura garra, puro coração e com os pés no chão. Se meu carro for competente, com certeza brigarei por coisas muito boas. O cenário ainda está obscuro, mas minha motivação é muito grande”, disse.
Fonte: UOL

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *