F1: Sebastian Vettel vence em Abu Dhabi

O alemão Sebastian Vettel (Red Bull) venceu neste domingo (02/11), o GP de Abu Dhabi, no circuito de Yas Marina, nos Emirados Árabes Unidos, 17ª etapa da temporada. Foi a sétima vitória consecutiva de Vettel. O australiano Mark Webber completou a dobradinha da Red Bull. O alemão Nico Rosberg (Mercedes) fechou o pódio.

Segundo no grid, Vettel assumiu a ponta na largada, seguido por rosberg e Webber, que de pole caiu para terceiro.  Saindo da última posição, depois de ser punido por irregularidades no assoalho de seu carro, o finlandês Kimi Raikkonen (Lotus) tocou holandês Giedo van der Garde (Caterham), e com a suspensão dianteira esquerda quebrada, abandonou.

Com uma dívida de cerca de 28 Milhões de Reais com Raikkonen, o piloto finlandês ameaçou não disputar as duas últimas provas do ano, nos EUA e Brasil. Praticamente sem dar entrevistas, ele deixou o autódromo, de carro, pouco depois.

Nas primeiras voltas, Vettel aproveitou que Webber pressionava Rosberg para abrir uma confortável vantagem. Aos poucos o francês Romain Grosjean (Lotus) encostou em Webber, com Rosberg livrando vantagem.

Na 6ª volta começaram as paradas nos boxes, para troca de pneus. A maioria alinhou com os macios, trocando pelos médios. Vettel foi o último dos líderes a entrar nos boxes, na 14ª volta, a frente da dupla da Ferrari, o espanhol Fernando Alonso e o brasileiro Felipe Massa, que não tinham parado ainda.

Preso atrás da Force India do escocês Paul di Resta, que não havia feito a parada, Rosberg não teve como segurar Webber, que conseguiu a ultrapassagem na 20ª volta.

As quatro primeiras posições Vettel, Webber, Rosberg e Grosjean não se alteraram na segunda rodada de pit stops (Vettel parou na 38ª volta), com as atenções se concentrando nas disputas intermediárias.    

Com a estratégia de uma parada apenas, di Resta era o quinto, e segurava um grupo formado por Alonso, Massa, o alemão Nico Hulkenberg (Sauber) e o britânico Lewis Hamilton (Mercedes).

A dupla da Ferrari foi a última a fazer a segunda parada, com Alonso colando em Massa, antes da parada do brasileiro. Faltando 11 voltas para o final, Alonso foi para os boxes, voltando entre Massa e o francês Jean Eric-Vergne (Toro Rosso). O espanhol, meio que jogado para fora da pista por Vergne, ganhou a posição. Os Comissários de Prova anunciaram que a manobra de Alonso seria investigada após a prova. Na 50ª volta, Alonso passou Hamilton e na seguinte di Resta, assumindo a quinta posição.

Vettel venceu com 30s8 de vantagem sobre Webber. Rosberg foi o terceiro, com apenas 1s2 de vantagem sobre Grosjean.

Alonso terminou em quinto, seguido por di Resta, que segurou Hamilton na volta final. Com Vergne tendo que ir para os boxes nas voltas finais, Massa foi o oitavo, com o mexicano Sergio Pérez (McLaren), passando o alemão Adrian Sutil (Force India) na última volta, pela 9ª posição. Sutil, com uma parada apenas, fechou os dez primeiros.

A próxima etapa, o GP dos EUA, no circuito das Américas, em Austin, no Texas, acontece no dia 17 de novembro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *