F1: Sebastian Vettel vence em Cingapura, e precisa de um ponto para ser bi

O alemão Sebastian Vettel (Red Bull) venceu neste domingo (25/09), o GP de Cingapura, no circuito de Marina Bay, 14ª etapa da temporada. Foi a 9ª vitória de Vettel no ano e 19ª na categoria. O britânico Jenson Button (McLaren) e o australiano Mark Webber (Red Bull) completaram o pódio.

Pole-position Vettel dominou a prova, vencendo de ponta a ponta. Ele precisa de apenas um ponto para ser o mais jovem bi-campeão da história da categoria. Button terminou em 2º, e para evitar o bi de Vettel no GP do Japão, precisa vencer em Suzuka e torcer para que o alemão abandone ou termine fora da zona de pontos. 

Button ainda emendou uma sequência de voltas rápidas no final, diminuindo a vantagem de Vettel, mas sem ameaçar a vitória do alemão. Vettel recebeu a bandeirada com 1s7 de vantagem.

Webber, 29 segundos atrás de Vettel, completou o pódio, após passar o espanhol Fernando Alonso (Ferrari) na curva 10, depois da relargada. O safety-car havia sido acionado, na 29ª volta, devido à forte batida do alemão Michael Schumacher (Mercedes), que errou ao tentar superar o mexicano Sergio Perez (Sauber), e foi direto no muro.

Alonso foi o 4º, e assim como Webber, não tem mais chances de ser campeão. O britânico Lewis Hamilton (McLaren) fez uma grande prova de recuperação, terminando em 5º, depois de cinco paradas nos boxes. No começo da prova, ele acertou a traseira do brasileiro Felipe Massa (Ferrari), levou um drive-through, e caiu para 15º. A entrada do carro de segurança, que juntou o pelotão, ajudou na recuperação do campeão de 2008.

O escocês Paul di Resta (Force India) conquistou o seu melhor resultado na categoria, com o 6º lugar. O alemão Nico Rosberg (Mercedes) terminou em 7º, seguido pelo compatriota Adrian Sutil (Force India).

Massa, que caiu para 20º depois do toque de Hamilton (quando teve um pneu furado), também fez uma ótima recuperação, com a 9ª posição. Perez, que conseguiu sair ileso do toque de Schumacher, fechou a zona de pontos.

Entre os demais brasileiros Rubens Barrichello (Williams) terminou em 13º e Bruno Senna (Renault), que no começo da prova teve um pneu furado após um toque, o 15º.

Além de Schumacher, apenas mais três pilotos abandonaram. O alemão Timo Glock (Virgin) rodou logo na 10ª volta, e o italiano Jarno Trulli (Lotus), com problemas mecânicos, na 48ª volta. O espanhol Jaime Algersuari (Toro Rosso), bateu no muro na penúltima volta, sendo classificado como 21º.

Vettel lidera o campeonato com 309 pontos, 124 pontos a mais do que Button. Alonso é o 3º com 184, seguido por Webber, com 182.

A próxima etapa, o GP do Japão, em Suzuka, acontece no dia 09 de outubro. 

Final:

1º – Sebastian Vettel (ALE) Red Bull-Renault – 61 voltas
2º – Jenson Button (GBR) McLaren-Mercedes – a 1s7
3º – Mark Webber (AUS) Red Bull-Renault – a 29s2
4º – Lewis Hamilton (GBR) McLaren-Mercedes – a 55s4
5º – Fernando Alonso (ESP) Ferrari – a 1m07s7
6º – Paul di Resta (GBR) Force India-Mercedes – a 1m51s0
7º – Nico Rosberg (ALE) Mercedes – a uma volta
8º – Adrian Sutil (ALE) Force India-Mercedes – a uma volta
9º – Felipe Massa (BRA) Ferrari – a uma volta
10º – Sergio Perez (MEX) Sauber-Ferrari – a uma volta
11º – Pastor Maldonado (VEN) Williams-Cosworth – a uma volta
12º – Sebastien Buemi (SUI) Toro Rosso-Ferrari – a uma volta
13º – Rubens Barrichello (BRA) Williams-Cosworth – a uma volta
14º – Kamui Kobayashi (JAP) Sauber-Ferrari – a duas voltas
15º – Bruno Senna (BRA) Renault – a duas voltas
16º – Heikki Kovalainen (FIN) Lotus-Renault – a duas voltas
17º – Vitaly Petrov (RUS) Renault – a duas voltas
18º – Jerome d’Ambrosio (BEL) Marussia Virgin-Cosworth – a duas voltas
19º – Daniel Ricciardo (AUS) HRT-Cosworth – a quatro voltas
20º – Vitantonio Liuzzi (ITA) HRT-Cosworth – a quatro voltas
21º – Jaime Alguersuari (ESP) Toro Rosso-Ferrari – a cinco voltas

ABANDONOS

Jarno Trulli (ITA) Lotus-Renault – a 14 voltas/motor
Michael Schumacher (ALE) Mercedes – a 33 voltas/colisão
Timo Glock (ALE) Marussia Virgin-Cosworth – a 52 voltas/colisão

VOLTA MAIS RÁPIDA

Jenson Button (GBR) McLaren-Mercedes – 1m48s454, na 54a

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *