F1: Sebastian Vettel vence GP da Bélgica

O alemão Sebastian Vettel (Ferrari) venceu neste domingo (26/08) o GP da Bélgica, no Circuito de Spa-Francorchamps, 13ª etapa da temporada. Foi a quinta vitória de Vettel no ano, e 52ª na categoria. O britânico Lewis Hamilton (Mercedes) e o holandês Max Verstappen (Red Bull) completaram o pódio.

Na largada, enquanto Vettel superava Hamilton pela primeira posição, o alemão Nico Hulkenberg (Renault) acertou a traseira do McLaren do espanhol Fernando Alonso, que voou por cima da Sauber do monegasco Charles Leclerc. Os três abandonaram com os carros bastante danificados, mas ilesos.  O Halo da Sauber de Leclerc ficou com a marca da batida da McLaren de Alonso. O Safety-Car foi acionado.

F1: Sebastian Vettel vence GP da Bélgica

A confusão também danificou os carros do finlandês Kimi Raikkonen (Ferrari), com teve um pneu furado, depois de um toque do australiano Daniel Ricciardo (Red Bull). Os dois foram para os boxes, com Raikkonen abandonando na oitava volta. Riccardo voltou com uma volta de atraso, e abandonou na 31ª volta, quando a equipe o chamou para os boxes.

A relargada aconteceu na quinta volta. Vettel manteve a ponta, seguido por Hamilton, tentou a aproximação, mas teve que tirar o pé na Bus Stop, travando a roda dianteira direita, para não bater no alemão.  

Hamilton, com bolhas nos pneus traseiros, entrou nos boxes na 22ª volta, colocando pneus macios. Na volta seguinte Vettel também parou, colocado pneus macios, e voltando sem perder a liderança. Hamilton, usando o DRS, ultrapassou Verstappen,que ainda não tinha parado nos boxes, e retornou a segunda posição.

Vettel manteve o domínio até o final, cruzando a linha de chegada com 11s061 de vantagem sobre Hamilton. Verstappen fechou o pódio.

Fazendo uma corrida de recuperação, após largar da 17ª posição, o finlandês Valtteri Bottas (Mercedes) superou o mexicano Sérgio Pérez (Racing Point Force India) na 41ª volta, assumindo o quarto lugar.

Pérez foi o quinto, seguido pelo parceiro de equipe, o francês Esteban Ocon.  Logo na estreia da nova organização (a inscrição da Sahara Force India F1 Team foi cancelada, e todos os pontos da equipe no campeonato de construtores foram anulados), a Racing Point Force India F1 Team conquistou 18 pontos. 

O francês Romain Grosjean e o dinamarquês Kevin Magnussen, parceiros na Haas, o francês Pierre Gasly (Toro Rosso) e o sueco Marcus Ericsson (Sauber) completaram a zona de pontos.

Hamilton lidera o campeonato com 231 pontos, seguido por Vettel com 214.

A próxima etapa, o GP da Itália, em Monza, acontece no dia 02 de setembro.

 

F1: Sebastian Vettel vence GP da Bélgica

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *