F1: Sebastian Vettel vence na Índia é conquista o tetracampeonato

O alemão Sebastian Vettel (Red Bull) venceu neste domingo (27/10), o GP da Índia, no Circuito Internacional de Buddh, em Nova Délhi, 16ª etapa da temporada. Foi a 10ª de Vettel no ano, a 6ª consecutiva. Com a vitória Vettel, aos 26 anos, se tornou o mais jovem Tetracampeão Mundial de Fórmula-1.

Pole-position, Vettel manteve a ponta na largada, seguido pelas Mercedes do britânico Lewis Hamilton e do alemão Nico Rosberg. O australiano Mark Webber (Red Bull) tocou no finlandês Kimi Raikkonen (Lotus), e na sequencia o espanhol Fernando Alonso (Ferrari) tocou na Red Bull, quebrando a asa dianteira. O britânico Jenson Button (McLaren) também se envolveu na confusão, e perdeu posições.

Antes do final da volta, o brasileiro Felipe Massa (Ferrari) em uma grande manobra, ultrapassou de uma só vez as duas Mercedes. No começo da volta seguinte, Rosberg passou Hamilton.

Na mesma volta, de forma surpreendente, Vettel foi para os boxes, trocando os pneus macios pelos médios. Voltou em 17º. Alonso também foi para os boxes, trocar o bico do carro, voltando na 20ª posição.

Massa assumiu a liderança, seguido pelas Mercedes. Os três entraram nos boxes na mesma volta, a 10ª. Webber era o líder, seguido pelo mexicano Sergio Pérez (McLaren), o australiano Daniel Ricciardo (Toro Rosso), o francês Romain Grosejan (Lotus) e o alemão Adrian Sutil (Force India), todos ainda sem parar nos boxes.

Vettel, com ultrapassagens e paradas dos rivais nos boxes, já era o quinto. Sem dificuldades, o alemão passou Grosjean e Ricciardo, indo para 3º.

Na 15ª volta, o mexicano Esteban Gutierrez (Sauber) levou um drive-through por queimar a largada. Com isso Massa passou para sexto. Gutierrez voltou em 13º, logo a frente de Alonso, que não conseguia ganhar posições, para ao menos entrar na zona de pontos.

Na 21ª volta, usando o DRS (Asa Traseira Móvel), Vettel ultrapassou Pérez, pelo segundo lugar. Webber tinha 12 segundos de vantagem. Na 29ª volta Webber, que largou com pneus duros, foi para os boxes, com Vettel retomando a liderança. Webber voltou em segundo.

Três voltas depois, Vettel fez a segunda parada nos boxes. Webber reassumiu a ponta, mas apenas por uma volta. O australiano, depois de apenas duas voltas com os pneus macios, retornou aos boxes, para colocar os pneus duros.

Vettel era o líder, seguido por seu futuro parceiro na Red Bull, Ricciardo (ainda sem parar nos boxes) e Webber. Com a parada da Toro Rosso nos boxes, Webber voltou para o segundo lugar. Sutil, sem ter feito nenhuma parada nos boxes, era o terceiro.

Na 40ª volta, Webber, com problemas no alternador, abandonou. Raikkonen, com apenas uma parada, assumiu o segundo lugar. Duas voltas depois; finalmente Sutil foi para os boxes.

Com pneus totalmente desgastados, Raikkonen começou a perder rendimento e posições nas voltas finais.

Preocupada com a quebra de Webber, a Red Bull pediu para Vettel evitar o acionamento do sistema elétrico de hidratação. Vettel tinha 25 segundos de vantagem sobre Rosberg.

Grosjean, também com a estratégia de uma parada após largar em 17º, foi para cima de Raikkonen. O finlandês não entregou a posição fácil, com os dois chegando a se tocar. Na sequencia, Massa também passou Raikkonen. Após perder mais duas posições, Raikkonen foi para os boxes na penúltima volta.

Vettel recebeu a bandeirada com 28 segundos de vantagem sobre Rosberg. Grosjean, em grande corrida, completou o pódio.

Massa terminou em quarto, seguido por Pérez e Hamilton. Raikkonen, o escocês Paul di Resta, Sutil e Ricciardo fecharam a zona de pontos. Alonso foi apenas o 11º.

Raikkonen fez a melhor volta, 1m27s679, na última volta.

Com o tetracampeonato garantido, Vettel soma 322 pontos. Alonso é o segundo com 207, seguido por Raikkonen com 183. Massa é o sétimo, empatado com Grosjean com 102 pontos.

A próxima etapa, em Abu Dhabi, acontece no dia 03 de novembro.

Final:

1. Sebastian Vettel  Red Bull-Renault 60 voltas em 1h31m12s187
2. Nico Rosberg  Mercedes-Mercedes + 29.8
3. Romain Grosjean  Lotus-Renault + 39.8
4. Felipe Massa  Ferrari-Ferrari + 41.6
5. Sergio Perez  McLaren-Mercedes + 43.8
6. Lewis Hamilton  Mercedes-Mercedes + 52.4
7. Kimi Räikkönen  Lotus-Renault + 67.9
8. Paul di Resta  Force India-Mercedes + 72.8
9. Adrian Sutil  Force India-Mercedes + 74.7
10. Daniel Ricciardo  STR-Ferrari + 76.2
11. Fernando Alonso  Ferrari-Ferrari + 78.2
12. Pastor Maldonado  Williams-Renault + 78.9
13. Jean-Eric Vergne  STR-Ferrari + 1 volta
14. Jenson Button  McLaren-Mercedes + 1 volta
15. Esteban Gutierrez  Sauber-Ferrari + 1 volta
16. Valtteri Bottas  Williams-Renault + 1 volta
17. Max Chilton  Marussia-Cosworth + 2 volta
18. Jules Bianchi  Marussia-Cosworth + 2 volta
19. Nico Hulkenberg  Sauber-Ferrari + 6 volta

Abandonos:

Mark Webber  Red Bull-Renault 39 voltas
Charles Pic  Caterham-Renault Mechanical 35 voltas
Giedo van der Garde  Caterham-Renault 1 volta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *