F1: Sebastian Vettell vence em casa pela primeira vez

O alemão Sebastian Vettel (Red Bull) venceu neste domingo (07/07), o GP da Alemanha, em Nurburgring, 9ª etapa da temporada. Foi a primeira vitória de Vettel em casa. A dupla da Lotus, o finlandês Kimi Raikkonen e o francês Romain Grosjean, completaram o pódio.

Na largada, Vettel e o australiano Mark Webber, seu parceiro de equipe, superaram o pole-position, o britânico Lewis Hamilton (McLaren).

Logo na 4ª volta, o brasileiro Felipe Massa (Ferrari) , que havia ganho duas posições na largada, e vinha em quinto, perdeu o controle do carro, escapando no fina lda reta da curva principal. Visivelmente chateado, Massa abandonou a prova, provavelmente com um problema mecânico, e não quis falar com a imprensa. A equipe ainda não divulgou o que aconteceu.

Com sete voltas disputadas, os pilotos começaram a entrar nos boxes, para trocar os pneus macios pelos médios. Vettel parou na 9ª volta.

Webber foi para os boxes, mas desta vez a Red Bull errou. O pneu traseiro direito não foi preso direito e se soltou. O composto atravessou os boxes da Lotus, e acertou um cinegrafista oficial da F-1. Webber teve que retornar aos boxes, e caiu para a última posição. A equipe foi multada em 30 mil Euros pelo incidente.

O cinegrafista, o britânico Paul Allen, foi levado para o Centro Médico e depois, de helicóptero, para um hospital onde foi internado.

“Ele foi tratado no centro médico do circuito e transferido de helicóptero ao Hospital Koblenz. O britânico foi mantido lá sob observação. Novas informações do hospital serão divulgadas assim que estiverem disponíveis”, diz um comunicado emitido pela Federação Internacional de Automobilismo.

Vettel era o líder, seguido por Grosjean, que só fez a sua primeira parada, para colocar os pneus médios, na 14ª volta. Nas voltas seguintes, o francês, mais rápido do que Vettel, se aproximou do alemão.

Na 25ª volta o francês Jules Bianchi (Marrusia), com o carro em chamas na parte traseira após o motor estourar, abandonou. O carro, parado em ponto morto numa área de declive, começou a descer, atravessando a pista, de ré, sem o piloto. Em uma cena bem inusitada, os comissários de pista correram atrás do “carro fujão”, com o Safety-Car sendo acionado. Os pilotos aproveitaram para anteciparem a segunda parada nos boxes.

A prova recomeçou exatamente na metade das voltas programadas, 30. Vettel manteve a ponta, sendo pressionado pela dupla da Lotus, Grosjean e Raikkonen.
Na 42ª volta, Vettel fez a sua terceira e última parada nos boxes. Raikkonen assumiu a ponta, fazendo uma sequencia de voltas rápidas, até parar, na 50ª volta, e colocar pneus macios. Fazendo a volta mais rápida da prova, 1m34s797, Vettel voltou à liderança, com a parada de Raikkonen.

Mais rápido Kaikkonen passou Grosjean faltando cinco voltas para o final, e foi para cima de Vettel. O finlandês tentou, mas não conseguiu a ultrapassagem, com Vettel vencendo com um segundo de vantagem. Foi a 30ª vitória de Vettel na F-1, a primeira em casa.

Grosjean fechou o pódio. O espanhol Fernando Alonso (Ferrari) foi o quarto, seguido por Hamilton e o britânico Jenson Button (McLaren).

Webber ainda se recuperou, terminando na 7ª posição. O mexicano Sergio Pérez (McLaren), e os alemães Nico Rosberg (Mercedes) e Nico Hulkenberg (Sauber) completaram a zona de pontos.

Vettel lidera o campeonato com 157 pontos, 34 a mais do que Alonso. Raikkonen, em terceiro, soma 116.

A próxima etapa do campeonato é o GP da Hungria, marcado para 28 de julho.

Final:

1) Sebastian Vettel (ALE/Red Bull) – 1h41m14s711
2) Kimi Raikkonen (FIN/Lotus) – +1s008
3) Romain Grosjean (FRA/Lotus) – +5s830
4) Fernando Alonso (ESP/Ferrari) – +7s721
5) Lewis Hamilton (ING/Mercedes) – +26s927
6) Jenson Button (ING/McLaren) – +27s996
7) Mark Webber (AUS/Red Bull) – +37s562
8) Sergio Pérez (MEX/McLaren) – +38s206
9) Nico Rosberg (ALE/Mercedes) – +46s821
10) Nico Hulkenberg (ALE/Sauber) – +49s892
11) Paul di Resta (ESC/Force India) – +5s.771
12) Daniel Ricciardo (AUS/Toro Rosso) – +56s975
13) Adrian Sutil (ALE/Force India) – +57s738
14) Esteban Gutiérrez (MEX/Sauber) – +1m00s160
15) Pastor Maldonado (VEN/Williams) – +1m01s900
16) Valtteri Bottas (FIN/Williams) – +1 volta
17) Charles Pic (FRA/Caterham) – +1 volta
18) Giedo van der Garde (HOL/Caterham) –  +1 volta
19) Max Chilton (ING/Marussia) – +1 volta
20) Jean-Eric Vergne (FRA/Toro Rosso) – Não completou
21) Jules Bianchi (FRA/Marussia) – Não completou
22) Felipe Massa (BRA/Ferrari) – Não completou

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *