F1: Sofrendo com o carro, “especialista” Button lamenta nona colocação

Vencedor de três Grandes Prêmios da Austrália entre 2009 e 2012, Jenson Button passou longe de lutar pela primeira colocação na prova deste domingo em Melbourne. Sofrendo com o instável carro da McLaren, o britânico foi apenas o nono colocado e, apesar de atingir importante marca na carreira, mostra-se pessimista para o GP da Malásia do próximo final de semana.

“Depois de ter vencido o GP da Austrália por três vezes na minha carreira, diria que o nono lugar de hoje não é o que eu gostaria de conquistar. Como resultado, marquei dois pontos no Mundial hoje, o que significa 1001 pontos em minha carreira. E, para ser sincero, não poderia ter marcado mais do que isso. Mas, apesar de ser uma estatística legal, isso não alivia a dor causada por saber que o nosso carro ainda precisa de muito trabalho antes que ele seja devidamente competitivo”, reclama.

pesar disso, Button exalta o fato de ter pontuado mesmo com o carro em más condições de disputa. Como comparação, o britânico lembrou que ficou à frente da Lotus de Romain Grosjean, companheiro do líder Raikkonen.

“Eu não esperava marcar muitos pontos. Acho que deveríamos ficar felizes com nosso rendimento na corrida, já que, de certa forma, fiquei surpreso ao bater uma Lotus. É bom marcar alguns pontos, mas isso não alivia a dor”, ressalta.

O campeão mundial de 2009 mantém o pessimismo em relação ao desempenho da McLaren nas primeiras provas da temporada. Segundo ele, as mudanças necessárias no carro da equipe devem levar tempo para serem realizadas e sua evolução só deve ser vista mais adiante.

“Há muito trabalho a se fazer para nós e não é algo que mudaremos da noite para o dia. Acho que extraímos tudo o que podíamos hoje, mas não seremos competitivos de repente. Mirando adiante para o GP da Malásia, na semana que vem, acho que teremos dias duros pela frente, mas espero que possamos traduzir em números os esforços feitos para entender o nosso carro um pouco melhor e tirar um pouco mais de performance dele”, conclui.

Fonte: GazetaEsportiva.Net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *