F1: Toyota estipula prazo para vencer

Depois da fraca campanha na temporada 2007 da Fórmula 1, quando Jarno Trulli e Ralf Schumacher marcaram, juntos, 13 pontos e deixaram a Toyota na sexta posição do Mundial de Construtores, o chefe da equipe japonesa, Tadashi Yamashina, estipulou um prazo para o time asiático obter sua primeira vitória na categoria: 2010.

Estreante em 2002, a Toyota disputou até agora 104 corridas na Fórmula 1 e obteve 163 pontos, nenhum deles oriundos de uma vitória. Por isso, Yamashina acena com a possibilidade de a equipe se retirar da categoria se o tão esperado triunfo não vier.

“Para nos tornarmos fortes é importante melhorarmos o nível de organização em geral da equipe, em vez de contarmos com a competência de uma só pessoa”, disse Yamashina, que vai trabalhar ao lado de Trulli em 2008, mas não com Ralf, que se desligou da equipe.

“O meu trabalho consiste em mobilizar os recursos necessários para atingir esse fim. Temos um prazo de dois anos. Portanto, vamos trabalhar e lutar já em 2008”, completou o chefe da Toyota à Autosport.

Confiante

Mantido na Toyota, Trulli deseja esquecer o ano de 2007 e mostra confiança para o desempenho de sua equipe no próximo campeonato, quando espera se aproximar das principais escuderias da categoria, como McLaren, Ferrari, BMW e Renault.

“Nós sabemos o que é preciso fazer para melhorar. Estou feliz com a proibição do controle de tração para o próximo ano. Para mim, é confortável pilotar sem ajuda da eletrônica, mas sei que alguns pilotos preferem correr com o auxílio. Contudo, não acho que a nova regra irá influenciar na competitividade da categoria”, disse o italiano.

O ultimato da equipe não incomoda Trulli. Tanto ele quanto mecânicos e dirigentes estão animados com o desenvolvimento do novo carro da equipe. “Nosso time conseguiu reunir os recursos necessários para o sucesso, apesar de ainda sermos uma equipe jovem”, declarou.

“Temos potencial para construir um carro rápido e confiável. É verdade que as últimas duas temporadas não foram boas, mas nunca pensei em desistir. Estou muito motivado e acredito que teremos a chance de mostrar nosso trabalho em 2008”, encerrou Trulli.

Fonte: Lancepress!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *