F1: Vettel e Red Bull ratificam domínio sobre rivais. Button mal

O cenário do primeiro treino livre para o Grande Prêmio da Inglaterra se repetiu no segundo. Na tarde de Silverstone, a Red Bull ratificou o domínio mostrado em toda a sexta-feira, colocando novamente Sebastian Vettel à frente de Mark Webber. Sem mudanças no topo, o teste, viu, por outro lado, um grande desempenho de Adrian Sutil, que levou a Force India à terceira colocação, e uma surpreendente discrição de Jenson Button, apenas o 14º mais rápido a bordo da Brawn GP.

Ratificado o domínio da Red Bull em Silverstone, as expectativas seriam que a Brawn de novo ocupasse uma hipotética segunda fila. Porém, isso esteve longe de acontecer desta vez, já que o principal piloto do time, Rubens Barrichello, teve de se contentar com o sexto posto, a mais de sete décimos do líder. Grande nome do Mundial 2009, Jenson Button foi ainda pior que o brasileiro, e nem com quatro voltas lançadas nos últimos minutos disponíveis conseguiu deixar o 14º lugar. Vale lembrar que os tempos de ambos (1min20s244 e 1min20s767) foram inferiores àqueles marcados na sessão de abertura.

Quem aproveitou a ausência dos carros brancos foi a Force India. O time, que já havia colocado Giancarlo Fisichella na décima posição da manhã, à tarde se destacou com Adrian Sutil, responsável pela terceira melhor marca do dia. Já habituado a brilhar nos testes por causa da Williams, Kazuki Nakajima ficou em quarto, desbancando momentaneamente Nico Rosberg, o nono.

Dois pilotos que chegaram a Silverstone nesta temporada com bem menos pretensões que em outras oportunidades, Fernando Alonso e Lewis Hamilton acabaram ganhando moral após o segundo treino – foram respectivamente os quinto e sétimos colocados. A diferença deles para Vettel, contudo, ainda é muito grande, ficando na casa dos 0s8.

Sexto homem mais rápido da Fórmula 1 na sessão de abertura, Felipe Massa não conseguiu repetir o desempenho na sequência. Provavelmente se dedicando a uma simulação de corrida, o brasileiro completou 37 voltas, a melhor em 1min21s005, suficiente para colocá-lo apenas em 17º. Um décimo mais lento, o finlandês Kimi Raikkonen apareceu logo atrás.

Se Rubinho e Massa foram mais discretos que de costume nesta sexta-feira, quem aproveitou a evolução da Renault para subir o nível foi Nelsinho Piquet. Superado por Alonso por menos de quatro décimos de segundo, o jovem piloto voltou a frequentar o top 10, garantindo o décimo posto.

Confira o resultado do segundo treino livre na Inglaterra:

1: Sebastian Vettel (ALE/Red Bull) – 1min19s456 (39)
2: Mark Webber (AUS/Red Bull) – 1min19s597 (35)
3: Adrian Sutil (ALE/Force India) – 1min20s141 (41)
4: Kazuki Nakajima (JAP/Williams) – 1min20s209 (36)
5: Fernando Alonso (ESP/Renault) – 1min20s237 (36)
6: Rubens Barrichello (BRA/Brawn GP) – 1min20s244 (26)
7: Lewis Hamilton (ING/McLaren) – 1min20s417 (35)
8: Jarno Trulli (ITA/Toyota) – 1min20s458 (40)
9: Nico Rosberg (ALE/Williams) – 1min20s468 (42)
10: Nelsinho Piquet (BRA/Renault) – 1min20s608 (37)
11: Robert Kubica (POL/BMW) – 1min20s622 (23)
12: Heikki Kovalainen (FIN/McLaren) – 1min20s733 (37)
13: Timo Glock (ALE/Toyota) – 1min20s762 (37)
14: Jenson Button (ING/Brawn GP) – 1min20s767 (28)
15: Nick Heidfeld (ALE/BMW) – 1min20s932 (35)
16: Sebastien Bourdais (FRA/Toro Rosso) – 1min20s945 (36)
17: Felipe Massa (BRA/Ferrari) – 1min21s005 (37)
18: Kimi Raikkonen (FIN/Ferrari) – 1min21s132 (38)
19: Giancarlo Fisichella (ITA/Force India) – 1min21s413 (40)
20: Sebastien Buemi (SUI/Toro Rosso) – 1min21s668 (37)

Fonte: Gazeta Esportiva.Net
Foto: Site oficial da Red Bull

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *