F1: Yamamoto agora substitui Chandhok na Hispania

Depois de deixar Bruno Senna de fora do GP da Grã-Bretanha, o japonês Sakon Yamamoto fez mais uma “vítima” na Hispania: Karun Chandhok. Com menos dinheiro para oferecer ao time que o nipônico, o indiano não correrá o GP da Alemanha, no dia 25 de julho.

Desta vez, ao menos, a equipe espanhola fez o anúncio com alguns dias de antecedência. No caso de Bruno, ele só soube que não competiria na quinta-feira, um dia antes dos treinos livres, quando já tinha cumprido diversos compromissos com patrocinadores e andava a pé pelo circuito de Silverstone para vistoriar a pista.

A explicação oficial foi a de que a Hispania quis dar uma oportunidade para Yamamoto, terceiro piloto da equipe – especula-se, no entanto, que o dinheiro do japonês e até um e-mail de críticas enviado sem querer por Bruno ao chefe Colin Kolles, tenha sido a causa do afastamento.

Como Bruno tem contrato em vigência, a escuderia garante que ele será um dos representantes do time até o fim da temporada. O mesmo não acontece com Chandhok, que é piloto-pagante. “Ele ainda é parte da família HRT F1 e provavelmente estará em algumas outras corridas até o fim do ano”, comunica a Hispania.

Especula-se que Yamamoto esteja pagando algo em torno de R$ 4,35 milhões por corrida. Na Inglaterra, ele foi o último colocado, duas voltas atrás do vencedor Mark Webber.

“Comparando com Silverstone, acho que estaremos mais competitivos e podemos alcançar um bom resultado de novo. O último fim de semana foi muito excitante para mim e agora o time me dá outra oportunidade de correr. Vou fazer o meu melhor para provar que esta foi a decisão certa”, destacou.

Fonte: Gazeta Esportiva.Net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *