F2: André Negrão encerra testes na F2 e aprova experiência

Piloto campineiro guiou dois dias em Portimão e agora decide caminho para 2011

O brasileiro André Negrão concluiu nesta sexta-feira os testes da Fórmula 2 no circuito de Portimão, região do Algarve, em Portugal, e aprovou o carro da categoria-base do automobilismo europeu, que tem chancela da FIA (Federação Internacional do Automóvel) e conta com organização do ex-piloto inglês de Fórmula 1 Jonathan Palmer. Ao lado de pilotos mais experientes, vários deles com larga experiência na categoria, Negrão surpreendeu ao ser o sétimo colocado pela manhã. À tarde, testando novos acertos, o competidor de 18 anos foi o 12º no treino regular (de duas horas, igual ao da manhã) e décimo na sessão curta de 40 minutos, no qual os pilotos têm direito a usar um recurso que aumenta ainda mais a potência do motor turboalimentado. Seu tempo foi de 1m36s230, mais de um segundo mais rápido do que a marca que atingiu na quinta-feira – quando chegou a andar na quarta posição debaixo de forte chuva. O piloto, que retorna esta semana ao Brasil, mostrou-se satisfeito com o trabalho realizado na pista portuguesa:

“Na verdade, não olhamos muito para o tempo, porque o que importa aqui é trabalhar em função do ano que vem. Foi legal andar entre os mais rápidos em alguns momentos dos treinos, mas o foco era a troca de experiência com os engenheiros e ganhar quilometragem em mais uma categoria.”

A F2 é uma categorias que a Novac – empresa que administra a carreira do piloto -, considera como destino de Negrão na temporada de 2011; as outras possibilidades são repetir a F-Renault 2.0 ou ingressar na F-Renault 3.5. Foi o segundo teste do brasileiro, que já havia realizado testes na F-Renault 3.5 em Barcelona (Espanha). Concluindo sua primeira temporada integral no automobilismo, o campineiro só fez elogios ao carro projetado pela equipe Williams, que segue os padrões de segurança da FIA do Mundial de F1 de 2005 e conta com motores Audi turbinados:

“Aos poucos, fui me habituando ao carro, aos pneus Avon – que funcionam de forma distinta dos Michelin utilizados na F-Renault – e ao motor com turbo, que é muito legal e diferente de guiar em relação ao F-Renault. De forma geral, o carro é tão bom quanto. Como piloto foi uma oportunidade muito legal: conheci mais uma pista, mais uma categoria de monoposto e, mais importante, levantei dados que me ajudarão a fazer a melhor escolha para a temporada de 2011.”

Sobre a pista, Negrão se alongou e fez considerações elogiosas ao segundo autódromo permanente de Portugal, traçado que recebeu testes da F1 logo após sua inauguração, em 2008:

“É uma pista bem legal e muito seletiva. Tem muita subida e descida, curvas de alta e curvas de baixa… é um prazer e um desafio para o piloto guiar em um traçado desses.”

O treino teve volta mais rápida do francês Benjamin Lariche (1m34s619) e contou com outros sobrenomes conhecidos do automobilismo, como Alex Brundle (filho do inglês Martin Brundle), Jolyon Palmer (filho de Jonathan Palmer) e Vincent Beltoise (sobrinho de Jean-Pierre Beltoise), cujos parentes mais famosos se destacaram na F-1 nas décadas passadas.

A Novac Sports Business é o braço esportivo da Novac Business, uma empresa de capital inteiramente nacional e destinada a desenvolver carreiras voltadas para o esporte de alto desempenho. Para atingir esse objetivo a Novac Sport Business aplica técnicas de administração de negócios, comunicação e marketing formuladas por profissionais com experiência internacional.

Veja os dez melhores tempos do último treino desta sexta-feira em Portimão:

1) Benjamin Lariche (França), 1m34s619
2) Alex Brundle (Inglaterra), 1m34s722
3) Jack Clarke (Inglaterra), 1m34s785
4) Ramón Piñero (Espanha), 1m35s014
5) Jolyon Palmer (Inglaterra), 1m35s116
6) Max Snegirev (RUS), 1m35s642
7) Mikkel Mac (DIN), 1m35s699
8) Bruno Mendez (Espanha), a 1m35s765
9) José Alonso Liste (Espanha), 1m36s102
10) André Negrão (Brasil), 1m36s230

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *