F2: Luciano Bacheta vence as duas provas em Portugal

O britânico Luciano Bacheta venceu as duas provas disputadas em Portimão, Portugal, válidas pela segunda etapa da temporada. Bachetta também venceu as duas provas da etapa de abertura, em Silverstone, na Inglaterra.

 

Prova 1:

No sábado (28/04), Bachetta venceu a primeira prova. O suíço Matheo Tuscher e o alemão Kevin Mirocha completaram o pódio.

Pole-position Bacheta venceu de ponta a ponta. Nas voltas finais, mesmo o Tuscher usando o “botão de potência”, que adiciona 75 bph e só pode ser usado a menos de um segundo do adversário, Bacheta manteve o controle, recebendo a bandeirada com 0s309 de vantagem. Mirocha fez uma prova solitária, conquistando o seu primeiro pódio na categoria.

O suíço Makus Pommer, depois de alinhar em 2º e perder posições na largada, fez um intenso duelo com o chinês David Zhu pelo 4º lugar. Pommer venceu o duelo por apenas 0s070. O suíço Christopher Zanella fechou os seis primeiros.

Estreando na categoria, o brasileiro Victor Guerin terminou em 11º.

Final, prova 1:

1 – Luciano Bacheta – 22 voltas em 35’19″878
2 – Matheo Tuscher – 0″309
3 – Kevin Mirocha – 16″307
4 – Markus Pommer – 19″801
5 – David Zhu – 24″106
6 – Christopher Zanella – 27″176
7 – Alex Fontana – 37″533
8 – Dino Zamparelli – 40″465
9 – Hector Hurst – 40″965
10 – Mihai Marinescu – 41″366
11 – Victor Guerin – 42″260
12 – Mauro Calamia – 42″797
13 – Daniel McKenzie – 43″311
14 – Kourosh Khani – 43″703
15 – Plamen Kralev – 49″179
16 – Parthiva Sureshwaren – 50″177
17 – Max Snegirev – 1’09″83
Volta mais rápida: Matheo Tuscher 1’35″531

Prova 2:

No domingo (29/04), Bacheta venceu pela quarta vez consecutiva. Tuscher foi o 2º, seguido por Pommer.

Terceiro no grid, Bacheta assumiu a ponta logo na volta inicial, ao passar o pole Tuscher na curva três.
    
Assim como na prova de sábado, Bacheta e Tuscher passaram a prova inteira; separados por menos de um segundo. Na penúltima volta uma freada de Bacheta provocou uma saída de pista de Tuscher na curva dez, e garantiu a manutenção da invencibilidade do britânico no ano.

Depois de ficar seis voltas atrás de Zanella, Pommer perdeu qualquer chance de tentar a vitória. Terminou em 3º, 2s2 atrás do vencedor. Zanella foi o 4º, seguido pelos britânicos Dino Zamparelli e Daniel McKenzie.

Em 9º lugar Guerin marcou os seus primeiros pontos na categoria.

A próxima etapa acontece em Nurburgring, na Alemanha, nos dias 25 e 27 de maio.

Final, prova 2:

1 – Luciano Bacheta – 22 voltas em 35’42″111
2 – Matheo Tuscher – 1″514
3 – Markus Pommer – 2″267
4 – Christopher Zanella – 6″425
5 – Dino Zamparelli – 19″249
6 – Daniel McKenzie – 20″319
7 – Hector Hurst – 20″722
8 – Kevin Mirocha – 21″733
9 – Victor Guerin – 22″563
10 – Alex Fontana – 29″288
11 – Mauro Calamia – 32″353
12 – David Zhu – 44″624
13 – Plamen Kralev – 1’00″188
14 – Parthiva Sureshwaren – 1 volta
15 – Max Snegirev – 2 voltas
Volta mais rápida: Luciano Bacheta 1’36″695

Abandonos:

Mihai Marinescu – 2
Kourosh Khani – 0
Campeonato:
1. Bacheta 100 pontos; 2. Tuscher 54; 3. Zanella 42; 4. Fontana e Pommer 37; 6. Marinescu 31; 7. McKenzie 30; 8. Zamparelli 24; 9. Mirocha 19; 10. Hurst 15.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *