F3 Alemã: Quinto no grid em Nürburgring, Suzuki volta a ser o mais rápido do trio de pilotos da HS

Piloto brasileiro vem mantendo o aproveitamento de quase 100% no confronto com seus companheiros nas duas equipes pelas quais competiu neste ano.

O brasileiro Rafael Suzuki (SVLabs) voltou a ser o mais rápido do trio de pilotos da equipe austríaca HS Technik no treino classificatório para a sétima rodada dupla da Fórmula 3 Alemã, realizado nesta quinta-feira (20), em Nürburgring, na região Centro-Oeste da Alemanha. Único piloto do grid em condições de impedir a dobradinha da poderosa equipe Van Amersfoort na temporada, Suzuki segue bem cotado para a conquista do vice-campeonato, e na sessão decisiva de hoje manteve a escrita de superar sistematicamente seus companheiros de time desde que estreou na categoria, no ano passado.

No treino classificatório de hoje, ele ficou pouco mais de 0s1 à frente do austríaco Harald Schlegelmilch, que já competiu na GP2 Asia, World Series, Fórmula 3 Européia, F-Renault, F-BMW, F-Atlantic, entre outra categoria, e foi trazido de volta a HS Technik na mesma corrida que marcou a estréia do brasileiro na organização – justamente para ajudar a elevar a posição final da HS no campeonato. Suzuki começou o ano pela inglesa Performance Racing, mas mudou de casa na corrida passada e surpreendeu a equipe vice-campeã do ano passado com Sebastian Saavedra por sua rápida adaptação à nova estrutura.

No treino decisivo desta quinta-feira, Rafael estabeleceu a quinta melhor marca do dia, e ficou três posições à frente de Schlegelmilch. No terceiro carro da HS Technik, o também austríaco Willi Steindl vai largar na 12ª posição. Sob um calor quase tropical, com temperatura ambiente na casa dos 30ºC, a Fórmula 3 realizou dois treinos nesta quinta-feira em Nürburgring, separados por um intervalo de apenas dez minutos. Um verdadeiro teste à resistência dos carros e pilotos.

Apesar de obter bom ritmo no treino livre com pneus usados, Suzuki não ficou satisfeito com o desempenho de seu carro com pneus novos na primeira sessão, e sugeriu mudanças rápidas no acerto para o segundo treino. A evolução permitiu a ele garantir vaga na terceira fila do grid, mas não foi suficiente para que fossem superados os problemas de superaquecimento dos motores Mercedes ocorridos em razão da alta temperatura ambiente.

“Nosso carro está muito bom, mas perdemos pelo menos meio segundo no treino classificatório em razão de problemas de motor, e realmente não tive como ir além da quinta posição. O time acredita que a razão para essa perda de desempenho seja a alta temperatura ambiente, que obrigou os técnicos da Mercedes a utilizar um mapeamento menos eficiente da injeção eletrônica, que diminui a elasticidades nas retomadas, mas poupa o motor”, explicou ele.

Os propulsores alemães costumam trabalhar na casa de 58ºC, mas chegaram a 68ºC nesta quinta-feira. De acordo com os técnicos da equipe, uma perda considerável de desempenho começa a ser sentida caso os motores operem a mais de 64ºC, como ocorreu hoje nas sessões livres e de classificação. “Nosso desafio para amanhã não é melhorar o carro, mas descobrir uma maneira de fazer o motor trabalhar mais frio, ou torcer para que a meteorologia esteja certa e que a temperatura ambiente caia consideravelmente”, comentou ele.

De fato, a previsão é de uma sexta-feira de clima mais ameno na normalmente fria região de Nürburg, onde fica o circuito. Os sites especializados do país preveem uma brusca queda de temperatura para esta noite, o que pode ajudar o brasileiro na disputa particular com o holandês Stef Dusseldorp pela vice-liderança da competição.

Piloto da Van Amersfoort, Dusseldorp larga em segundo na primeira corrida do final de semana, logo atrás de seu companheiro de equipe e virtual campeão, o belga Laurens Vanthoor. A segunda fila será composta pelo suíço Max Nilsson e pelo francês Tom Dillmann.

Nesta sexta-feira, os pilotos da Fórmula 3 Alemão terão um dia de poucas atividades de pista. A programação do evento prevê a realização de apenas um treino de classificação, às 5h20 (horário de Brasília). No sábado, estão previstas duas corridas. Veja como ficou o grid de largada para a primeira corrida do final de semana:

1) Laurens Vanthoor (BEL, Van Amersfoort Racing – Dallara Volkswagen), 1min52s365
2) Stef Dusseldorp (HOL, Van Amersfoort Racing – Dallara Volkswagen), 1min52s574
3) Max Nilsson (SUE, Swiss Racing Team – DallaraMercedes), 1min52s737
4) Tom Dillmann (FRA, Neuhauser Racing – Dallara Mercedes), 1min52s982
5) Rafael Suzuki (BRA, HS Technik Motorsport – Dallara Mercedes), 1min53s396
6) Markus Pommer (ALE, Zettl Sportsline – Dallara Mercedes), 1min53s471
7) Gary Hauser (LUX, Racing Experience – Dallara Mercedes), 1min53s513
8) Harald Schlegelmilch (AUT, HS Technik Motorsport – Dallara Mercedes), 1min53s514
9) Tim Sandtler (ALE, Jo Zeller Racing – Dallara Mercedes), 1min53s541
10) Nicolas Marroc (FRA, Racing Experience – Dallara Mercedes), 1min53s614
11) Nico Monien (ALE, Zettl Sportsline – Dallara Mercedes), 1min53s625
12) Willi Steindl (AUS, HS Technik Motorsport – Dallara Mercedes), 1min53s857
13) Marco Oberhauser (AUS, Neuhauser Racing – Dallara Mercedes), 1min54s018
14) Sergey Chukanov (UCR, ArtLine Racing – Arttech F24 Opel), 1min54s165
15) Davide Hauser (LUX, Racing Experience – Dallara Mercedes), 1min54s261
16) Jesse Krohn (FIN, ArtLine Racing – Arttech F24 Opel), 1min54s276
17) Vladimir Semerov (RUS, ZyXEL RRT – Dallara Mercedes), 1min54s415
18) Shirley Van der Lof (HOL, Zettl Sportsline – Dallara Mercedes), 1min54s649
19) Zahir Ali (IRA, Performance Racing – Dallara Volkswagen), 1min54s917
20) Francesco Lopez (GER, Francesco Lopez – Dallara F304 Opel), 1min55s365
21) Mika Vähämäki (FIN, ADRF – Dallara F304 Opel), 1min54s370
22) Luca Iannaccone (ITA, Rhino’s Leipert Motorsport – Dallara F304 Opel), 2min00s228
23) Louis Wagner (LUX, Racing Experience – Mygale M07 Opel), 2min01s377

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *