F3 Brasil: Piquet aposta em começo agressivo para vencer de novo

Argentino Nicolas Dapero faz seu melhor resultado na F3 ao terminar em segundo, seguido de Carlos Cunha; na Light, Guilherme Samaia supera acidente do dia anterior para vencer na classe e ampliar vantagem na ponta

Click em Slide para mais fotos (Divulgação)

A manhã de domingo no Autódromo Zilmar Beux, em Cascavel (PR), começou a 200 por hora com a disputa da segunda corrida da Fórmula 3 Brasil, válida pela quinta etapa da temporada. E Pedro Piquet, vencedor no sábado, largou em sexto, usou da agressividade e venceu pela sétima vez consecutiva – oitava no ano. Na categoria Light, Guilherme Samaia superou um forte acidente no dia anterior para superar seus adversários diretos na luta pelo título.

Com um grid que inverteu os seis primeiros colocados da prova de sábado, a estratégia de Piquet era ser agressivo já desde o início para se colocar na melhor posição possível na prova. “Eu sabia que seria uma corrida difícil porque todos estão andando bem juntos e esta pista não tem muita freada – é só curva de alta. E não dá para ficar muito tempo atrás de outro carro tentando passar porque a gente acaba sem pressão aerodinâmica na frente, e isso desgasta muito os pneus dianteiros. Tive que apostar no começo, e deu certo”, afirmou o filho do tricampeão Nelson Piquet, que abriu ainda mais sua vantagem na liderança sobre Matheus Iorio, que acabou abandonando a corrida com problemas mecânicos. Agora são 123 pontos contra 77 do vice-líder.

Quem também comemorou no pódio foi o argentino Nicolas Dapero, da PropCar. O segundo lugar representou seu melhor resultado na categoria. “Estou muito contente, e foi um final de semana muito positivo. A corrida foi bem movimentada para mim; consegui largar bem, passar o Rodrigo (Baptista) durante a prova e me mante com alguma segurança em segundo na parte final da prova”, disse.

Terceiro colocado, Carlos Cunha largou do final do grid. No sábado o piloto ficou várias voltas parado nos boxes com um problema técnico em seu carro, e conseguiu hoje superar seus adversários para subir novamente no pódio. “Aqui é complicado de ultrapassar. Achei que não teria chance, mas deu tudo certo e até cheguei a pressionar o segundo colocado. Mas a corrida toda fui passando um por um até o final”, contou.

F3 Light – Guilherme Samaia superou o acidente que teve no sábado, quando seu carro escapou na curva 1, o famoso “Bacião”, e acertou com força a barreira de pneus, destruindo seu carro. A equipe Cesário Fórmula trabalhou na reconstrução do Dallara F301 até as duas horas da manhã deste domingo (30) e o líder da F3 Light foi à pista para a corrida sem sequer poder trabalhar no acerto de sua máquina.

Mesmo assim, venceu. “A batida foi um erro meu, fui forçar muito ainda na segunda volta, os pneus não estavam completamente aquecidos e eu estava em uma posição complicada atrás de dois carros da A, sem muita aerodinâmica. Perdi um pouco a concentração e essa pista não permite erro”, lembrou. “Não tive chance de regular o carro, então hoje foi bem difícil porque foi muita correria para montar o carro. Foi um dia para superar um monte de problemas – era a bateria que dava alarme, era a bomba de combustível que fazia o carro falhar -, mas graças a Deus conseguimos vencer mais esta”, afirmou o líder de sua classe, com 108 pontos, 30 a mais que Matheus Muniz, que terminou a prova em segundo.

Vencedor da corrida de ontem, Igor Fraga largou na frente e fazia boa prova à frente de vários carros da categoria A, mas abandonou com problemas mecânicos a 14 voltas do fim.

A próxima etapa da Fórmula 3 Brasil acontece em Campo Grande (MS), nos dias 12 e 13 de setembro.

Resultado Corrida 2 – FÓRMULA 3 BRASIL

1-) 1 Pedro Piquet (Cesário F3) – 30 voltas em 31min14s759 (média de 176,2km/h)

2-) 31 Nicolas Dapero (Prop Car Racing) – a 2s602

3-) 54 Carlos Cunha (CF3) – a 3s591

4-) 28 Artur Fortunato (A. Fortunato F3 Racing) – a 4s840

5-) 13 Rodrigo Baptista (Prop Car Racing) – a 16s489

6-) 77* Guilherme Samaia (Cesário F3) – a 18s647

7-) 84 Fernando Croce (Hitech Racing) – a 26s333

😎 9 Christian Hahn (Hitech Racing) – a 41s532

9-) 27* Matheus Muniz (Prop Car Racing) – a 1 volta

Não completaram 75%

10-) 55* Igor Fraga (Prop Car Racing) – a 14 voltas

11-) 91 Leonardo de Souza (Kemba Racing) – a 18 voltas

12-) 34 Matheus Iorio (Cesário F3) – a 28 voltas

13-) 3 Ryan Verra (RR Racing) – não largou

Melhor volta: Pedro Piquet, 56s074 – média de 196,3km/h.

* Classe Light

Resultados sujeitos a verificações técnicas e desportivas

Classificação do campeonato – F3 A

1-) Pedro Piquet – 123 pontos

2-) Matheus Iorio – 77

3-) Carlos Cunha – 62

4-) Rodrigo Baptista – 60

5-) Artur Fortunato – 60

6-) Nicolas Dapero – 45

7-) Christian Hahn – 31

😎 Fernando Croce – 19

9-) Leonardo de Souza – 15

10-) Ryan Verra – 3

Classificação do campeonato – F3 LIGHT

1-) Guilherme Samaia – 108 pontos

2-) Matheus Muniz – 78

3-) Igor Fraga – 56

4-) Pedro Cardoso – 48

5-) Andreas Visnardi – 45

6-) Felipe Ortiz – 9

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *