F3 Inglesa: Preso no tráfego, Bruno Senna é 10º em Pau e perde a liderança

Seguro durante quase toda a prova pelo próprio companheiro de equipe Stephen Jelley, Bruno Senna não conseguiu ir além do 10º lugar no fechamento da rodada dupla da Fórmula 3 em Pau. Favorecido pelas reduzidas dimensões do circuito de rua do sul da França, Jelley “fechou a porta” repetidas vezes e impediu o brasileiro de avançar na corrida. Sem marcar pontos, já que não disputa o Campeonato Inglês, o francês Romain Grosjean voltou a ganhar de ponta a ponta, seguido do parceiro Guillaume Moreau. Terceiro colocado na bandeirada, Mike Conway herdou os 20 pontos do primeiro colocado, o ponto extra da melhor volta e assumiu a liderança.


Bruno fez o que era possível. Saltou da 13ª posição do grid para 10º com uma ultrapassagem e o acidente envolvendo Karl Rendler e James Walker logo depois da largada. Rapidamente, encostou em Jelley, mas percebeu que não encontraria vida fácil. “Eu era um segundo mais rápido. O problema é que ele jogava o carro para cima de mim quando eu enfiava o bico. Quase batemos umas três vezes”, lamentou Bruno. Sem os três representantes da Signature Plus – o norte-americano Charlie Kimball ficou em 6º -, Bruno subiu para 7º e somou quatro pontos.

Com os resultados na França, Bruno foi ultrapassado por Conway na classificação do campeonato. O inglês tem agora 86 pontos contra 79 do companheiro de equipe na Räikkönen Robertson Racing. Como consolo, Bruno lembrou que não foi por causa de um rendimento inferior que deixou a ponta da tabela. “Faltou um pouco de sorte desde os treinos classificatórios. Não consegui dar uma volta limpa por causa do tráfego, e na segunda sessão fiz meu tempo mesmo abortando. No domingo, furou um pneu na primeira volta; hoje, peguei um piloto trancando a rua. Mas meus tempos foram parecidos com o pessoal que chegou à frente”, lembrou.

A próxima rodada dupla – 7ª e 8ª etapas – está marcada para o próximo dia 25 em Mondello Park, na Irlanda. Até agora, o campeonato vem-se transformando numa briga doméstica dos pilotos da Räikkönen Robertson Racing – cada um venceu três provas. O calendário, no entanto, sequer chegou à metade das 22 provas previstas para 2006.

O resultado da 6ª etapa foi este:
1 – Romain Grosjean (França), Signature Plus, Dallara F305-Mercedes HWA, 27min18s507
2 – Guillaume Moreau (França), Signature Plus, Dallara F305-Mercedes HWA, a 2s343
3 – Mike Conway (Inglaterra), Räikkönen Robertson Racing, Dallara F306-Mercedes HWA, a 6s643
4 – Yelmer Buurman (Holanda), Fortec Motorsport, Dallara F306-Mercedes HWA, a 37s166
5 – Maro Engel (Alemanha), Carlin Motorsport, Dallara F306-Mugen, a 37s350
6 – Charlie Kimball (EUA), Signature Plus, Dallara F306-Mugen, a 37s760
7 – Oliver Jarvis (Inglaterra), Carlin Motorsport, Dallara F306-Mugen, a 42s549
8 – Salvador Durán (México), Hitech Racing, Dallara F306-Mercedes HWA, a 43s568
9 – Stephen Jelley (Inglaterra), Räikkönen Robertson Racing, Dallara F306-Mercedes HWA, a 44s067
10 – Bruno Senna (Brasil), Räikkönen Robertson Racing, Dallara F306-Mercedes HWA, a 44s315
11 – Alberto Valério (Brasil), Cesário F3, Dallara F306-Mugen, a 1min09s222

A nova classificação do campeonato:

1, Mike Conway, 86 pontos;
2, Bruno Senna, 79;
3, Oliver Jarvis e Maro Engel, 57;
5, Yelmer Buurman, 54;
6, Stephen Jelley, 36;
7, Christian Bakkerud, 23;
8, James Walker, 21;
9, James Jakes, 15;
10, Salvador Duran, 14;
11, Jonathan Kennard, 10;
12, Alberto Valério e Stuart Hall, 9.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *