F3 Japonesa: Streit preparado para decisão em Motegi

Neste final de semana (20 e 21), piloto brasileiro pode conquistar seu primeiro título na categoria.

A Fórmula 3 Japonesa conhecerá o seu campeão neste final de semana (20 e 21), quando serão realizadas, em Motegi, no Japão, as duas últimas etapas da temporada 2007. Entre os três candidatos ao título, o piloto Roberto Streit (Perkons), da equipe Inging, está confiante para a disputa da rodada dupla decisiva.

“Como circuito, acho que nenhum piloto realmente gosta de Motegi. É um traçado difícil, mas não é divertido porque são várias retas com freadas bruscas e curvas de baixa. Para nós, não é uma das melhores pistas, mas, assim como Suzuka, de uma maneira ou de outra, as coisas sempre acabam de forma positiva”, disse o brasileiro, que já venceu duas corridas no local.

Em busca de seu primeiro campeonato na categoria, Streit promete arriscar para diminuir a diferença de rendimento do motor em relação aos carros do japonês Kazuya Oshima, da TDP Toms, e do francês Olivier Jarvis, da DHG Toms, seus adversários diretos pelo título.

“Decidimos que, pelo menos nas classificações, vamos arriscar bastante para ter a menor diferença possível. Claro que sou realista e sei que o nosso motor não é igual e nem fica perto dos carros da Toms. Mas acho que poderemos brigar se conseguirmos um bom equilíbrio na classificação e uma ótima volta”, comentou o líder do campeonato.

Às vésperas da decisão, Streit tenta esquecer a pressão que envolve o ambiente de uma disputa de título.

“Na última semana trabalhei bastante a preparação física. Nestes dias, vou fazer o que sempre faço antes das provas que acontecem perto de Tóquio. Fico na casa de um amigo que mora por lá, desligando um pouco das corridas”, afirmou o piloto.

Apesar da confiança, o brasileiro não terá muito tempo para comemorar caso concretize o sonho da conquista. Logo após o encerramento do campeonato, o foco de Streit passará a ser o 54º Grande Prêmio de Macau de Fórmula 3.

“Não penso em festa. Penso que, se ganhar, seria uma grande recompensa pelo trabalho que tivemos. Além do mais, domingo, logo depois da corrida, tenho vôo para ir para Itália, onde vou testar com a equipe Prema para a corrida de Macau”, completou Roberto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *