F3 Sudamericana: Fabiano Machado e Bruno Bonifácio são os campeões da temporada

Pela classe principal, paulista da Cesário Fórmula venceu 14 das 21 etapas já disputadas neste ano e faturou, também, a corrida deste sábado em Brasília. Boni, mesmo ausente no fim de semana, ficou com o título na classe Light

O paulista Fabiano Machado é o novo campeão da Fórmula 3 Sudamericana. Vencedor de 14 das 21 corridas já disputas pela categoria em 2011, o piloto da Cesário Fórmula chegou a 418 pontos na tabela e não pode mais ser alcançado pelo atual vice-líder da competição, seu companheiro de equipe, Ronaldo Freitas (268). Com 18 vitórias conquistadas desde sua estreia na F-3, ocorrida na segunda metade da temporada de 2010, o piloto de 25 anos de idade pretende, agora, dar prosseguimento a sua carreira na Europa. E aposta no aprendizado adquirido no Brasil para seguir mostrando talento nas categorias mais próximas da Fórmula 1.

“Estou muito feliz pelo título, mas minha grande conquista neste ano foi mesmo o aprendizado adquirido tanto nos treinos particulares quanto nas corridas que disputei pela Cesário Fórmula”, disse Machado. “É verdade que tivemos um grid pequeno neste ano, mas consegui desenvolver na F-3 Sudamericana as duas principais habilidades que um piloto precisa para seguir carreira no automobilismo. A primeira delas é a velocidade, que em geral se adquire em treinos particulares, e a segunda é a capacidade de ultrapassar e defender posições. Neste ano fiz corridas dificílimas contra o Guilherme Silva e o Fernando Kid, que cumpriram esse papel. Naturalmente um grid maior torna as disputas mais frequentes, mas posso dizer que a Fórmula 3 foi um passo fundamental na minha carreira”, comentou o campeão.

Na manhã deste sábado, em Brasília (DF), Fabiano venceu o duelo com o mineiro Fernando Resende com uma ultrapassagem na Curva 3 do circuito, realizada a quatro voltas da bandeirada final. O mineiro, que retorna à categoria depois de se ausentar das provas de Santa Cruz do Sul e da Argentina, assumiu a liderança da corrida ainda na primeira volta, e segurou o líder do campeonato por quase toda a prova. No final, ele se mostrou satisfeito com o resultado, mas admitiu o cansaço.

“Por mais que eu tenha mantido o preparo físico em dia nestes meses em que fiquei sem correr, estava sem pilotar um Fórmula 3 desde a etapa de Campo Grande e a exigência é diferente. Mas voltar com um bom resultado é sempre muito positivo, em especial depois de termos tido uma sexta-feira complicada. Por isso quero agradecer muito ao meu chefe de equipe, Rodrigo Contin, pelo excelente carro que a Hitech Racing me deu neste sábado”, declarou o piloto.

Seguindo a filosofia de se preparar para o automobilismo europeu – uma premissa da Fórmula 3 Sudamericana que pode ser comprovada não só pelo formato das rodadas triplas, mas também pelo equipamento utilizado pelas equipes -, Fabiano Machado mudou seu estilo de pilotagem neste fim de semana em Brasília e passou a frear com o pé esquerdo.

A novidade ainda vai exigir um período de adaptação, como ele próprio admitiu, mas já começou a dar resultado. “Frear com o pé esquerdo em um Fórmula 3 é diferente de frear um kart, por exemplo. No Fórmula, com a ação da pressão aerodinâmica, a intensidade da frenagem precisa diminuir ao longo da aproximação da curva, caso contrário as rodas começam a travar. Já no kart, a pressão pode ser mais constante. Ainda estou me habituando a isso, mas é mais um estágio que terei que cumprir pensando no próximo passo de minha carreira”, declarou o campeão.

Título na Light – Mesmo sem disputar a rodada tripla deste fim de semana em Brasília, bem como as corridas da Argentina, o também paulista Bruno Bonfácio sagrou-se o novo campeão da Classe Light da Fórmula 3. Embora a divisão de acesso tenha recebido um número maior de pilotos que a categoria principal, Bruno participou com maior frequência do campeonato que seus principais adversários e chegou a 316 pontos na tabela. Ricardo Landucci, que caminha para o vice-campeonato vindo da Fórmula Futuro, tem 111.

Veja como terminou a corrida deste sábado em Brasília, e como ficou o campeonato após 21 corridas:

Etapa 21
1) Fabiano Machado, 19 voltas em 36min22s393
2) Ricardo Landucci, a 12s482
3) Fernando Resende, a 20s643
4) Ronaldo Freitas, a 1min32s378
5) Leandro Florenzo, a 12 voltas
6) Higor Hoffmann, a 13 voltas
7) Ricardo Landi, a 14 voltas

Categoria Principal
1) Fabiano Machado, 443
2) Ronaldo Freitas, 268
3) Guilherme Silva, 245
4) Fernando Resende, 185
5) Leonardo de Souza, 157
6) João Leme, 127

Categoria Light
1) Bruno Bonifácio, 316 pontos
2) Ricardo Landucci, 111
3) Luir Miranda, 68
4) Augusto Scalbi, 61
5) Hernán Bueno, 45
6) Suzane Carvalho, 40

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *