F4 Sul-americana: Capitao vence e Bruno Baptista é o campeão de 2014

Argentino domina corrida de Concórdia desde o início e não tem trabalho para faturar sua quarta vitória consecutiva. Baptista faz prova cautelosa e conquista primeiro título da história da categoria

O argentino Agustín Lima Capitao não deu chances aos adversários e conquistou neste sábado a vitória na primeira prova da oitava e última etapa da F4 Sul-americana, que foi realizada no autódromo de Concórdia, na Argentina. Porém, quem comemorou muito foi o brasileiro Bruno Baptista que, com o segundo lugar conquistado na corrida, faturou o primeiro título da história da categoria continental. O uruguaio Francisco Cammarota terminou em terceiro, seguido de perto por Felipe Ortiz, que ainda tinha chances de conquistar o campeonato. Baptista foi a 301 pontos e encerrou a disputa.

Capitao largou da pole e sustentou a ponta durante toda a corrida. Foi a quarta vitória consecutiva do piloto argentino. “Estou muito feliz. Ganhar quatro corridas seguidas não é algo que se consegue constantemente e vencer uma prova em meu país me deixa muito feliz. Pelos nossos tempos, sabia que tínhamos condições de brigar pela vitória. No final, abri vantagem e me preocupei em poupar os pneus para a corrida de amanhã. Largo em sexto e quero vencer mais uma vez, mas sei que será muito difícil”, explicou Lima Capitao, o piloto que mais venceu na temporada, com quatro triunfos.

Baptista, que largou da segunda posição, manteve a estratégia de correr pensando no campeonato. “É uma sensação maravilhosa. Cruzar a linha de chegada como campeão da F4 Sul-americana é algo único na vida de um piloto. A corrida foi muito boa e competitiva. No final, meu carro não estava rendendo bem e o Ortiz chegou a me ultrapassar, mas recuperei a posição na manobra seguinte. Meu objetivo era terminar na frente dele e não quis tentar a vitória. Quero agradecer a todos que me apoiaram, minha família, patrocinadores e amigos. Amanhã, sim, vamos tentar a vitória na corrida de despedida, já que o título está garantido”, disse Baptista.

Em terceiro, Cammarota passou muito tempo disputando posição com Ortiz, que o deixou mais longe do segundo lugar. “Foi uma corrida difícil, mas muito divertida. Uma pena que perdi tempo na disputa com Ortiz, porque tinha condições de chegar e ultrapassar Baptista. Sabia que seria difícil chegar em Capitao, mas queria o segundo para poder brigar pelo vice-campeonato. De qualquer forma, foi uma temporada muito boa, mesmo não podendo disputar todas as etapas. Estou na briga pelo terceiro lugar no campeonato com Capitao e vamos em busca de mais uma vitória”, afirmou Cammarota.

A segunda prova tem início previsto para as 10h10 de domingo. O grid será formado com base no resultado final da primeira prova, mas com os seis primeiros colocados invertidos. Desta forma, Maximiliano Soto Zurita é o pole.

Treinos livres e classificação

O segundo treino livre do fim de semana aconteceu pela manhã. Mantendo o domínio da sessão de sexta, Agustín Lima Capitao baixou ainda mais o tempo ao cravar 1min16s274, superando novamente Bruno Baptista, o segundo, e Francisco Cammarota, terceiro colocado. Maximiliano Soto Zurita, Felipe Ortiz, André Vollmer, Nicolas Muraglia e Diego Muraglia fecharam a lista.

No terceiro treino, foi a vez de Bruno Baptista liderar a folha de tempo com 1min16s379, à frente de Lima Capitao, Cammarota, Soto Zurita, Vollmer, Ortiz, Diego e Nicolás Muraglia. Porém, na classificação, o domínio de Capitao ficou evidente e o argentino cravou mais uma pole na carreira, com a marca de 1min15s429.

Resultado da primeira corrida:
1) Agustín Lima Capitao (ARG)
2) Bruno Baptista (BRA)
3) Francisco Cammarota (URU)
4) Felipe Ortiz (BRA)
5) Nicolás Muraglia (URU)
6) Maximiliano Soto Zurita (CHI)
7) Diego Muraglia (URU)
8) André Vollmer (BRA)

Classificação do campeonato:
1) Bruno Baptista (BRA) – 301 pontos
2) Felipe Ortiz (BRA) – 228 pontos
3) Francisco Cammarota (URU) – 176 pontos
4) Agustín Capitao (ARG) – 174 pontos
5) Nicolas Muraglia (URU) – 140 pontos
6) Juan Manuel Casella (URU) – 83 pontos
7) Diego Muraglia (URU) – 77 pontos
8) Martín Ponte (ARG) – 51 pontos
9) Adrian Chiribao (URU) -51 pontos
10) Federico Ensslin (URU) – 46 pontos
11) Frederick Balbi (URU) – 45 pontos
12) Enzo Bortoleto (BRA) – 41 pontos
13) Miguel Wholer (URU) – 28 pontos
14) Lucas Kohl (BRA) – 26 pontos
15) Rodrigo Baptista (BRA) – 23 pontos
16) Mauro Marino (ARG) – 18 pontos
17) Maximiliano Soto Zurita (CHI) – 16 pontos
18) Alessandro Salerno (ARG) – 14 pontos
19) Maximiliano González (MEX) – 14 pontos
20) Salvador de Alba (MEX) – 12 pontos
21) Junior Calamari (ARG) – 10 pontos
22) André Vollmer (BRA) – 8 pontos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *