F4 Sul-americana: Francisco Cammarota mantém domínio e vence em Santa Cruz do Sul

ais rápido no segundo treino livre e na classificação, uruguaio não dá chances aos adversários e vence primeira prova da segunda etapa do campeonato

O uruguaio Francisco Cammarota manteve o domínio dos treinos e venceu a primeira prova da segunda etapa da F4 Sul-americana, realizada neste sábado, no Autódromo Internacional de Santa Cruz do Sul (RS). Mais rápido na segunda sessão livre e também na classificação, o piloto de 24 anos largou da pole, passou longe das confusões, manteve um ritmo forte e não foi ameaçado em momento algum pelos rivais nas 14 voltas da corrida. Juan Manuel Casella e Diego Muraglia completaram o pódio formado por uruguaios.

A prova foi marcada por um acidente que envolveu três carros logo após a largada. Na primeira curva, o brasileiro Pedro Cardoso e os uruguaios Nicolás Muraglia e Juan Manuel Casella se tocaram e os dois primeiros ficaram de fora da prova. Casella permaneceu na pista, mas caiu para o fim do pelotão. Diego Muraglia, sexto no grid, se aproveitou da confusão e ganhou quatro posições. Rodrigo Pflucker, Leandro Guedes, Pedro Caland e Lorenzo Mauriziano também subiram na classificação. Por esse acidente, o Safety Car foi acionado.

Na relargada, Cammarota manteve a ponta e não teve trabalho para abrir vantagem suficiente em relação ao segundo colocado. Assim, o uruguaio caminhou firme para mais uma vitória – a terceira dele na categoria continental, as outras duas aconteceram no ano passado na etapa de Mercedes, no Uruguai. O destaque da prova ficou por conta de Casella, que ultrapassou um a um até chegar ao segundo posto. Diego Muraglia, que estava em segundo, teve problemas com a caixa de câmbio na última volta e cruzou em terceiro.

Com o resultado, o carioca Leandro Guedes, quarto colocado na prova, assumiu a ponta do campeonato com 45 pontos. Casella aparece em segundo, com 43, e o argentino Agustín Lima Capitao, que não disputa a rodada por conta de compromissos pessoais na Argentina, é o terceiro com 42 pontos.

Francisco Cammarota: “Estou muito feliz com meu desempenho na corrida. Larguei bem e contornei a primeira curva de forma tranquila. Quando olhei no retrovisor, muitos pilotos haviam rodado e fiquei aliviado por ficar fora disso. Quando saiu o Safety Car, me preocupei em relargar bem e consegui. Depois, foi só permanecer firme na pista para conquistar mais uma vitória”.

Juan Manuel Casella: “Larguei muito mal e o Pedro Cardoso cruzou toda a pista e ficou por fora. Depois, veio o Nicolás Muraglia e nós três batemos. Assim, caí para o fim do pelotão e tive que começar do zero, ganhando posições com paciência. Tive sorte com a rodada do Rodrigo Pflucker e os problemas do Diego Muraglia e finalizei a prova em segundo lugar. Foi uma grande corrida”.

Diego Muraglia: “Vinha com folga para terminar a corrida em segundo lugar, mas um problema na caixa de câmbio me fez cair para terceiro. Foi uma pena, mas o importante é que somamos pontos importantes para o campeonato. Vamos trabalhar para que tudo volte ao normal na corrida de amanhã”.

Treino livre e classificação:
Depois de marcar o quinto tempo no primeiro treino livre em seu retorno à categoria, Francisco Cammarota começou muito bem as atividades de sábado. Logo pela manhã, desta vez com pista seca, o uruguaio estabeleceu o melhor tempo, com a marca de 1min25s708. Casella, Pflucker, Cardoso, Nicolás Muraglia, Guedes, Caland, Diego Muraglia e Mauriziano completaram a tabela de tempos.

Na classificação, Cammarota repetiu a dose e demonstrou que sua readaptação ao carro da F4 Sudam foi muito rápida. O piloto superou novamente o compatriota Casella e marcou a pole para a primeira corrida, em 1min25s639, superando o adversário por 0s243. Cardoso fez o terceiro tempo, com Pflucker, Nicolás Muraglia, Diego Muraglia, Caland, Guedes e Mauriziano na sequência.

Resultado da primeira corrida:
1) Francisco Cammarota (URU) – 14 voltas – 22min48s455
2) Juan Manuel Casella (URU) – a 5s371
3) Diego Muraglia (URU) – a 7s864
4) Leandro Guedes (BRA) – a 11s629
5) Rodrigo Pflucker (PER) – a 19s480
6) Pedro Caland (BRA) – a 27s888
7) Lorenzo Mauriziano (CHI) – a 1min01s325
Não terminaram
Pedro Cardoso (BRA)
Nicolás Muraglia (URU)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *