F4 Sul-americana: Rodrigo Pflucker domina e vence última prova do ano em Londrina

Peruano não tem trabalho para conquistar a quarta vitória na temporada. Pflucker garante também o vice-campeonato da temporada 2015

O peruano Rodrigo Pflucker dominou e venceu a segunda corrida da oitava etapa da temporada 2015 da F4 Sul-americana, que foi realizada na manhã deste domingo (6) no Autódromo Internacional Ayrton Senna, em Londrina (PR). O piloto de 19 anos não teve muito trabalho para conquistar sua quarta vitória no ano e foi beneficiado pela ausência do campeão Pedro Cardoso, que não participou da prova por motivos particulares. A vitória garantiu a Pflucker o vice-campeonato da categoria com 290 pontos. O argentino Baltazar Leguizamón e o uruguaio Juan Manuel Casella fecharam o pódio.

Em prova que encerrou a temporada, os pilotos foram para a pista sem pressão por resultados, já que Cardoso havia garantido o título por antecipação na prova de sábado. Desta forma, mais relaxados, os competidores proporcionaram uma corrida bastante emocionante, com muitos pegas e ultrapassagens. Pelo regulamento do grid invertido entre os seis primeiros, André Pedralli partiu da pole e sustentou a liderança após a largada. Pflucker, em quinto, fez uma largada agressiva e rapidamente ganhou as posições de quem estava à sua frente. 

Na segunda volta, o peruano pressionou Pedralli, assumiu a ponta e começou a abrir dos adversários. Atrás, Leguizamón e Casella travaram um bom duelo pelo segundo posto, que acabou ficando com o argentino. O uruguaio ainda teve que se defender dos ataques da catarinense Bruna Tomaselli, que não deu sossego até a bandeirada, terminando em quarto lugar. No meio do pelotão, chamou a atenção a disputa de Leandro Guedes e Lorenzo Mauriziano, que se tocaram após uma rodada do carioca que acabou com a corrida do chileno ao danificar o braço da suspensão dianteira esquerda. Em quinto terminou Pedro Caland, à frente de Pedralli e Guedes, que fechou a lista dos classificados. 

Após oito etapas – sete rodadas duplas e uma tripla -, a F4 Sul-americana encerrou sua segunda temporada com mais um brasileiro campeão. Em 2014, o paulista Bruno Baptista conquistou o campeonato. Desta vez, o brasiliense Pedro Cardoso obteve sete vitórias no ano e se tornou o maior vencedor da Fórmula 4. Pflucker venceu quatro vezes e Pedro Caland ganhou em duas oportunidades. Cardoso ganhou também a Copa Brasil, minitorneio composto pelas duas últimas etapas realizadas em solo brasileiro, enquanto Pflucker levou a Copa Argentina, torneio feito nos mesmos moldes da copa brasileira. 

Rodrigo Pflucker: “É ótimo encerrar o ano com vitória. Fiz uma corrida agressiva, principalmente no início, quando ganhei as posições e assumi a liderança. Depois comecei a abrir e me preocupei em não cometer erros. A chuva veio no final da prova, mas não atrapalhou e pudemos conseguir a quarta vitória no ano e o vice-campeonato. Foi uma temporada de muito aprendizado”.

Baltazar Leguizamón: “Larguei da última posição e tive que partir para cima logo no começo. Estava rápido e tive uma boa disputa com Casella. Ganhei a posição e abri dele, mas tinha que tirar vantagem para Rodrigo, que estava bem à frente. De maneira geral, estou satisfeito por terminar no pódio de uma categoria tão importante”.

Juan Manuel Casella: “Não tive muito o que fazer. O Rodrigo logo no início assumiu a liderança e disparou. Tive como objetivo terminar a corrida no pódio e consegui com o terceiro lugar. Encerramos o ano na terceira posição, que é importante por se tratar de uma categoria continental. Foi um ano muito interessante e melhorei bastante minha pilotagem”.

Resultado da segunda corrida:

1) Rodrigo Pflucker (PER) – 16 voltas em 22min28s306

2) Baltazar Leguizamón (ARG) – a 9s676

3) Juan Manuel Casella (URU) – a 16s663

4) Bruna Tomaselli (BRA) – a 17s194

5) Pedro Caland (BRA) – a 18s772

6) André Pedralli (BRA) – a 32s408

7) Leandro Guedes (BRA) – a 43s721

8) Lorenzo Mauriziano (CHI) – 5 voltas

Classificação do campeonato:

1) Pedro Cardoso (BRA) – 303 pontos

2) Rodrigo Pflucker (PER) – 290 pontos

3) Juan Manuel Casella (URU) – 241 pontos

4) Pedro Caland (BRA) – 208 pontos

5) Leandro Guedes (BRA) – 146 pontos

6) Baltazar Leguizamón (ARG) – 125 pontos

7) Bruna Tomaselli (BRA) – 120 pontos

8) Federico Iribarne (ARG) – 91 pontos

9) Lorenzo Mauriziano (CHI) – 69 pontos

10) Diego Muraglia (URU) – 55 pontos

11) Francisco Cammarota (URU) – 45 pontos

12) Agustín Lima Capitao (ARG) – 42 pontos

13) André Pedralli (BRA) – 42 pontos

14) Juan Cruz Acosta (ARG) – 33 pontos 

15) Nicolás Muraglia (URU) – 30 pontos

16) Maximiliano Soto Zurita (CHI) – 27 pontos

17) Daniel Duarte (BRA) – 21 pontos

18) Jorge Matos (EQU) – 6 pontos

Classificação da Copa Brasil:

1) Pedro Cardoso (BRA) – 96 pontos

2) Rodrigo Pflucker (PER) – 77 pontos

3) Bruna Tomaselli (BRA) – 46 pontos

4) Juan Manuel Casella (URU) – 36 pontos

5) Pedro Caland (BRA) – 31 pontos

6) Baltazar Leguizamón (ARG) – 30 pontos

7) Lorenzo Mauriziano (CHI) – 30 pontos

8) Leandro Guedes (BRA) – 28 pontos

9) André Pedralli (BRA) – 26 pontos

10) Daniel Duarte (BRA) – 3 pontos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *