F4 Sul-americana: Rodrigo Pflucker vence prova decidida na última curva em Cascavel

Campeão da Copa Argentina faz início de corrida agressivo e conquista terceira vitória na temporada. Líder do campeonato, Pedro Cardoso termina em segundo e Pedro Caland completa o pódio

O peruano Rodrigo Pflucker venceu a segunda prova da sétima etapa da temporada 2015 da F4 Sul-americana, realizada neste domingo (8) no Autódromo Internacional de Cascavel (PR). A vitória, no entanto, só foi conquistada na última curva, já que o líder do campeonato, o brasiliense Pedro Cardoso, que terminou em segundo lugar, tentou o primeiro posto até a bandeirada. Pedro Caland, também de Brasília, completou o pódio. Cardoso chegou a 252 pontos e tem 50 de vantagem para Pflucker, que virou vice-líder do campeonato. O brasiliense é também o líder da Copa Brasil com 45 pontos.

Como regra da F4 Sul-americana, os seis primeiros colocados da corrida disputada no sábado inverteram as posições para formar o grid para a prova de domingo. Assim, Cardoso largou da sexta posição, com Pflucker em quarto. Caland largou bem e sustentou a ponta, seguido por Bruna Tomaselli e Lorenzo Mauriziano. Pflucker apertou o ritmo e em poucas voltas assumiu o segundo posto, com Cardoso sempre atrás. Ainda no início da corrida, o peruano ultrapassou Caland e foi para a ponta e o líder do campeonato acompanhou o ritmo e permaneceu na cola do líder. 

A disputa pela ponta foi acirrada entre os dois em todas as voltas finais. Com um desempenho muito bom, Cardoso tentou de todas as maneiras ganhar a posição de Pflucker, que se defendeu muito bem até a última curva para ganhar mais uma no ano. Apesar de não ter vencido, Cardoso saiu satisfeito com seu resultado. Caland também travou um bom duelo com o argentino Baltazar Leguizamón e levou a melhor. Bruna Tomaselli, Mauriziano, o estreante André Pedralli, Juan Manuel Casella, Leandro Guedes e Daniel Duarte fecharam a classificação. 

A próxima etapa da F4 Sul-americana está marcada para os dias 5 e 6 de dezembro, no autódromo de Londrina. A categoria continental dividirá novamente a programação do fim de semana com a Fórmula Truck. A rodada final será especial porque a pontuação será dobrada. Desta forma, o campeonato permanece aberto, tanto da temporada regular quanto da Copa Brasil.

Rodrigo Pflucker: “Foi uma corrida muito difícil, especialmente do ponto de vista mental. A prova foi muito disputada do início ao fim e apertei o ritmo no início com o objetivo de chegar logo na ponta. Consegui, mas vi que o Pedro estava muito rápido e sabia que teríamos uma disputa intensa pela liderança. Permaneci na ponta e estou muito feliz por vencer mais uma vez na categoria”.

Pedro Cardoso: “Nosso carro estava muito bom e acho que tínhamos condições de vencer a corrida. Tentei de todas as formas ultrapassar o Rodrigo, mas ele se defendeu e conquistou a vitória. Mesmo assim, saio de Cascavel com um bom resultado, já que abrimos bastante na liderança do campeonato”.

Pedro Caland: “Hoje nosso carro se comportou muito bem. Tivemos problemas com os freios no fim de semana e ontem, após a primeira corrida, a equipe trocou tudo. Tive um bom desempenho na corrida, uma briga boa com o Leguizamón e levei a melhor. Foi um bom resultado”.

Resultado da segunda corrida:

1) Rodrigo Pflucker (PER) – 19 voltas em 21min28s412

2) Pedro Cardoso (BRA) – a 0s594

3) Pedro Caland (BRA) – a 3s949

4) Baltazar Leguizamón (ARG) – a 5s160

5) Bruna Tomaselli (BRA) – a 13s029

6) Lorenzo Mauriziano (CHI) – a 14s956

7) André Pedralli (BRA) – 15s454

8) Juan Manuel Casella (URU) – a 15s478

9) Leandro Guedes (BRA) – a 15s854

10) Daniel Duarte (BRA) – a 44s606

Classificação do campeonato:

1) Pedro Cardoso (BRA) – 252 pontos

2) Rodrigo Pflucker (PER) – 202 pontos

3) Juan Manuel Casella (URU) – 181 pontos

4) Pedro Caland (BRA) – 180 pontos

5) Leandro Guedes (BRA) – 114 pontos

6) Federico Iribarne (ARG) – 91 pontos

7) Baltazar Leguizamón (ARG) – 89 pontos

8) Bruna Tomaselli (BRA) – 72 pontos

9) Lorenzo Mauriziano (CHI) – 57 pontos

10) Diego Muraglia (URU) – 55 pontos

11) Francisco Cammarota (URU) – 45 pontos

12) Agustín Lima Capitao (ARG) – 42 pontos

13) Juan Cruz Acosta (ARG) – 33 pontos 

14) Nicolás Muraglia (URU) – 30 pontos

15) Maximiliano Soto Zurita (CHI) – 27 pontos

16) Daniel Duarte (BRA) – 21 pontos

17) André Pedralli (BRA) – 10 pontos

18) Jorge Matos (EQU) – 6 pontos

Classificação da Copa Brasil:

1) Pedro Cardoso (BRA) – 45 pontos

2) Rodrigo Pflucker (PER) – 40 pontos

3) Baltazar Leguizamón (ARG) – 30 pontos

4) Pedro Caland (BRA) – 23 pontos

5) Bruna Tomaselli (BRA) – 22 pontos

6) Lorenzo Mauriziano (CHI) – 18 pontos

7) André Pedralli (BRA) – 10 pontos

8) Leandro Guedes (BRA) – 8 pontos

9) Juan Manuel Casella (URU) – 6 pontos

10) Daniel Duarte (BRA) – 3 pontos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *