FIA GT3: uma das categorias mais disputadas do mundo chega ao Brasil em 2007

Recém criada na Europa, a FIA GT3 terá campeonato regular no Brasil a partir de 2007. A primeira temporada terá seis etapas, com participação de mitos como Ferrari, Lamborghini, Porsche, Aston Martin, entre outros;


O FIA GT3 estreou como Campeonato Europeu em 2006, e logo na primeira etapa, em Silverstone (Inglaterra), nada menos do que 44 duplas estavam inscritas. Foi apenas a primeira mostra da força e do potencial desta modalidade, impulsionada pelo carisma dos modelos participantes – todos deles, verdadeiros carros de sonho dos amantes do automóvel. Com regras rígidas em relação aos seus inscritos, a categoria teve uma notável média de 42 carros durante todas as etapas que compuseram o torneio deste ano. Tamanha força logo na primeira temporada inspirou os organizadores a idealizar um torneio também no Brasil.

O futuro Campeonato Brasileiro será realizado à semelhança do que ocorreu no primeiro ano do certame Europeu. O projeto prevê seis provas ― com duas etapas cada uma ― nas quais dois pilotos dividirão o volante de carros que poderão ser escolhidos entre algumas jóias da indústria mundial: Ferrari F430, Aston Martin DBRS9, Lamborghini Gallardo, Porsche 997, Corvette Z06, Viper Coupé, Lotus Exige, Ascari ZW1R, Venturi Heritage e o recém chegado Jaguar XKR, modelos que foram homologados pela Federação Internacional do Automóvel (FIA) para participar do campeonato.

Por aqui a organização estará a cargo da SRO Latin America, associação composta por Stephane Ratel ― francês radicado na Inglaterra que é o detentor dos direitos de realização dos Campeonatos Mundiais de FIA GT1 e GT2, do Europeu de GT3 e do Inglês de Fórmula 3, entre outros ― e os empresários brasileiros Walter Derani e Antonio Hermann, este último, inclusive, detentor dos direitos de organização das Mil Milhas Brasileiras. A SRO Latin America funcionará nos moldes da SRO ― Stephane Ratel Organisation ―, empresa fundada por Ratel para a organização de competições internacionais.

No Campeonato Europeu, apesar das diferenças de peso, motorização e constituição técnica dos carros de cada fabricante, foi encontrada uma fórmula para deixá-los com desempenho extremamente semelhante, o que garantiu um grande espetáculo e disputas acirradíssimas entre as marcas. Só para que se tenha uma idéia de como isso foi feito, são usados os recursos de acrescentar ou retirar lastro, aumentar ou diminuir a altura do carro, e até o uso de pneus com compostos diferentes para marcas que começam a se destacar, entre outras soluções possíveis.

A SRO Latin America já informou equipes e pilotos da necessidade de um período de aproximadamente 120 dias para que os carros cheguem ao País depois de encomendados. Até o presente momento já existem 16 duplas interessadas em participar desse primeiro Campeonato que, em sua edição inicial, terá a maioria das corridas concentradas em São Paulo e uma ou duas etapas realizadas em outros estados. O prazo para a importação dos carros levará a estréia da categoria no Brasil a acontecer até o final do primeiro semestre de 2007, já que as datas e locais ainda estão para ser fixados junto aos órgãos oficiais nacionais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *