Fórmula-1: Esteban Ocon vence o movimentado GP da Hungria

O francês Esteban Ocon (Alpine) venceu o GP da Hungria, em Hungaroring, 11ª etapa da temporada. Foi a primeira vitória do piloto e da Alpine na F-1. O alemão Sebastian Vettel (Aston Martin) e o britânico Lewis Hamilton (Mercedes) completaram o pódio.

Em uma prova caótica, que começou com pista molhada, um múltiplo acidente logo nas primeiras curvas (que provocou a bandeira vermelha), uma relargada com apenas o carro de Hamilton (os demais foram para os boxes trocar pneus), muitas disputas roda a roda na pista, Ocon conquistou a sua primeira vitória na F1, após 78 GPs disputados.

Na relargada na quarta volta, apenas Hamilton, alinhou, com os demais carros nos pits, depois de trocarem os pneus intermediários para os slicks. Na volta seguinte Hamilton foi para os boxes, voltando em último. Ocon assumiu a ponta, não liderando apenas durante a sua parada nos boxes, para outra troca de pneus. Alonso liderou as duas voltas (38 e 39).

Pode ser uma imagem de ao ar livre

Vettel conquistou mais um segundo lugar com a Aston Martin. Hamilton fez uma grande prova, depois do erro da Mercedes, que manteve o piloto na pista na relargada. O britânico travou uma linda disputa com o espanhol Fernando Alonso (Renault) pelo quarto lugar.  Conseguindo a ultrapassagem apenas depois de um erro do bicampeão mundial. Na sequência Hamilton passou outro espanhol, Carlos Sainz Jr. (Ferrari), conquistando o pódio.

Sainz Jr. foi o quarto, seguido por Alonso e a dupla da Alpha Tauri, o francês Pierre Gasly e o japonês Yuki Tsunoda.

A dupla da Williams, o canadense Nicholas Latifi e o britânico Geroge Russell, conquistaram os primeiros pontos da tradicional equipe no ano.  Foram os primeiro pontos de Latifi na F-1. E os primeiro de Russell pela equipe.

Depois de ser um dos envolvidos no “strike’ da primeira volta, e ter o carro avariado consertado às pressas durante a bandeira vermelha, o holandês Max Verstappen (Red Bull) ainda salvou um ponto, com o décimo lugar.

Pode ser uma imagem de texto que diz "M ROLEX ROLEX"

A confusão na primeira volta, com pista molhada, começou após o finlandês Valtteri Bottas (Mercedes), segundo no grid (ao lado do pole Hamilton), largar mal, e perder posições. Bottas acertou a traseira do britânico Lando Norris (McLaren) iniciando uma sequência de batidas e rodadas. Com Norris acertando Vertappen, e Bottas batendo no meio da Red Bull do mexicano Sergio Pérez. Com tanta confusão o canadense Lance Stroll (Aston Martin) tocou no monegasco Charles Leclerc (Ferrari), que bateu no australiano Daniel Ricciardo (McLaren). Bottas, Leclerc, Stroll, Pérez e Norris abandonaram.

Gasly marcou a melhor volta, na última passagem: 1m18s394 (201,184 km/h). E ficou com o ponto extra.

Hamilton reassumiu a liderança do campeonato com 195 pontos, seguido por Verstappen com 187.

A próxima etapa, o GP da Bélgica, em Spa-Francorchamps, acontece no dia 29 de agosto.

Vettel desclassificado

Na inspeção técnica após a prova, os comissários conseguiram extrair apenas 0,300 ml de combustível do tanque do Aston Martin.  O mínimo pelo regulamento técnico é de um litro. Com isso o carro #5 foi desclassificado. A equipe ainda pode apelar da decisão. Assim o finlandês Kimi Raikkonen (Alfa-Romeo) entrou na zona de pontos, em décimo.

Resultado provisório, Vettel retoma o segundo lugar

Com o pedido de apelação a FIA, feito pela Aston Martin, foi divulgado o resultado provisório da prova. Com Vettel retomando a segunda posição. Somente depois do julgamento do recurso o resultado oficial será divulgado. O carro #5 será enviado a sede da FIA, onde será analisado. Segundo a Aston Martin o carro de Vettel tem 1,74 litros de combustível. 

Nenhuma descrição de foto disponível.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *