Formula-E: Antonio Felix da Costa vence em Buenos Aires

O português Antônio Felix da Costa (Amlin Aguri) venceu neste sábado (10/01), o ePrix de Buenos Aires, na Argentina, quarta etapa da temporada. Foi a primeira vitória do piloto na categoria. O francês Nicolas Prost (e.dams-Renault) e o brasileiro Nelsinho Piquet (China Racing) completaram o pódio.

Antes da prova, todos os pilotos e membros das equipes, autoridades argentinas e o Presidente da FIA, o francês Jean Todt, se juntaram no grid, para um minuto de silencio. Em homenagem as vítimas do ataque terrorista a revista Charlie Hebdo, em Paris, no começo da semana.

Pole-position, o suíço Sébastien Buemi (e.dams-Renault) manteve a liderança nas primeiras voltas, seguido pelo brasileiro Lucas di Grassi (Audi Sport ABT) e o alemão Nick Heidfeld (Venturi).

Pouco antes do inicio da janela para a troca de carros, na 15ª volta, o indiano Karun Chandhok (Mahindra) acertou o muro da curva dez, após a suspensão traseira quebrar.  O Safety-Car foi acionado.

Com a prova reiniciada, Buemi, também com uma quebra de suspensão, bateu no mesmo lugar que Chandhok. Di Grassi assumiu a liderança, até ser outra vítima de quebra de suspensão na mesma curva, duas voltas depois.

Heidfeld era o novo líder, seguido pelo britânico Sam Bird (Virgin Racing). Por ignorar a luz vermelha na saída do pit, Bird levou um drive-through, e caiu para a 16ª posição.

Por exceder o limite de velocidade nos pits, Heidfeld teria que cumprir um drive-through. Na volta final, Heidfeld cumpriu a punição, deixando Da Costa livre para receber a bandeirada em primeiro.

A disputa pelas duas posições restantes do pódio; entre Prost, o alemão Daniel Abt (Audi Sport ABT) e o espanhol Jaime Alguersuari (Virgin Racing) movimentou as voltas finais. Abt tentou superar Alguersuari, os dois se tocaram, e o espanhol rodou.  O ex-piloto da Toro Rosso na F-1 conseguiu retornar a prova, sem perder posições, ao contrário de Abt.

Prost foi o segundo, seguido por Piquet. O brasileiro fez uma prova de recuperação após, devido a um erro de comunicação com a equipe, entrar nos boxes uma volta depois do ideal, quando o Safety-Car saiu da pista.

Alguersuari terminou em quarto, seguido pelo brasileiro Bruno Senna (Mahindra) e o francês Jean-Eric-Vergne (Andretti). Bird (que ganhou dois pontos pela volta mais rápida), o mexicano Salvador Duran (Amlin Aguri), Heidfeld e o espanhol Oriol Servià (Dragon) completaram a zona de pontos.

Após a prova, Duran foi excluído (por usar mais potencia que a permitida) e perdeu o oitavo lugar. Heidfeld, Servià e o francês Stephane Sarrazin (Venturi) ganharam uma posição cada, na zona de pontos.

Piquet foi punido com cinco posições no grid da próxima prova (por excesso e velocidade em bandeira amarela) e Trulli (por troca de câmbio), dez posições.

Di Grassi lidera o campeonato com 58 pontos, dez a mais do que Bird. Buemi é o terceiro com 43, um a mais do que Prost. Piquet em quinto soma 37. Senna com 18 ocupa a 11ª posição.

A próxima etapa acontece em Miami, nos EUA, no dia 14 de março.

Final:

1 Antonio Felix da Costa Aguri 35 voltas em 48m52s100
2 Nicolas Prost    e.dams a 5.354
3 Nelsinho Piquet China  a 8.552
4 Jaime Alguersuari Virgin a 11.148
5 Bruno Senna Mahindra  a  11.535
6 Jean-Eric Vergne Andretti a 13.319
7 Sam Bird Virgin a 13.617
8 Nick Heidfeld  Venturi  a  15.464
9 Oriol Servia Dragon a 19.334
10 Stephane Sarrazin Venturi a 28.973
11 Ho-Pin Tung China a 37.858
12 Marco Andretti Andretti a 1 volta
13 Daniel Abt Abt a 2 voltas
14 Jerome D’Ambrosio Dragon  a 2 voltas

Abandonos:
Jarno Trulli Trulli 30 voltas  
Lucas di Grassi  Abt 26 voltas  
Sebastien Buemi    e.dams  23 voltas
Michela Cerruti  Trulli    20 voltas
Karun Chandhok  Mahindra 15 voltas

Excluído:
8 Salvador Duran Aguri a 14.724

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *