FRenault: Novato deixa quase todo mundo para trás nos treinos coletivos em Interlagos

O carioca Eduardo Santos precisou de apenas três treinos pela equipe Dragão Motorsport na Fórmula Renault para mostrar que chegou à principal categoria escola do automobilismo nacional para andar na frente. Nesta quarta-feira (8), ele cravou o terceiro melhor tempo do dia no teste coletivo realizado por diversas equipes da categoria no Autódromo de Interlagos, em São Paulo, e encerrou o dia atrás apenas do goiano Cairo Campos – que entre os 14 pilotos presentes foi quem pegou a pista em melhores condições –, e do paulista Felipe Lapenna, vice-campeão do ano passado.



Novato vindo do kart, Eduardo teve o primeiro contato com um monoposto na semana passada, e nesta quarta-feira, apesar do tempo instável e da pista úmidamarcas do treino de hoje na capital paulista –, marcou o tempo de 1min39s87 (registrado pelo sistema de telemetria de seu carro). Com a pista menos molhada, Campos estabeleceu a marca de 1min38s60. Lapenna veio a seguir, com 1min39s80. Os tempos foram obtidos junto aos engenheiros dos sete times que participaram do teste coletivo, que não houve cronometragem eletrônica no circuito.


 


“É muito bom começar o ano andando na frente. Meu objetivo nesta temporada é justamente lutar pelo título no campeonato de novatos e buscar bons resultados no geral. Por isso, ter terminado uma das sessões da pré-temporada bem colocado me deixa com ótimas expectativas para os próximos testes e também para a primeira corrida do ano, declarou o piloto. O campeonato da Fórmula Renault começa no dia 26 de março, em Curitiba.


 


Eduardo Santos teve uma carreira vitoriosa no kart, mas estava longe das pistas havia quase três anos. Ele estreou na modalidade no ano 2000 e correu até 2003, temporada em que deixou as pistas por falta de patrocínio. Nesse período, foi bicampeão carioca e vice-campeão brasileiro, além de ter disputado com destaque algumas etapas do Campeonato Paulista de Kart. Até sete dias atrás, nunca havia acelerado um monoposto.


 


“Acho que me adaptei rápido ao carro. Também estou gostando muito do pessoal da Dragão Motorsport, que tem trabalhado com muita competência no acerto do meu equipamento. Também recebi da equipe algumas dicas que foram essenciais para que eu pudesse aproveitar todo o potencial do meu Fórmula Renault. Chegar a uma nova categoria amparado por uma equipe séria e profissional faz uma grande diferença, completou.


 


Nesta quinta-feira (9), Eduardo Santos volta à pista durante todo o dia, para mais duas sessões de testes com a Dragão Motorsport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *