GP da Solidariedade: grande público prestigia prova em Registro (SP) Betinho Gresse, da Stock Car,

Betinho Gresse, da Stock Car, foi o campeão da primeira edição do evento, cuja renda será revertida para entidades assistenciais da cidade. Um dos idealizadores do evento, Lucas Di Grassi celebra sucesso da iniciativa

Sol, calor, 19 dos maiores nomes do automobilismo brasileiro e uma grande movimentação em prol das entidades assistenciais do Vale do Ribeira (SP) marcaram a primeira edição do GP da Solidariedade, evento de kart que inaugurou o Kartódromo de Registro, a 200 quilômetros da capital paulista, e abriu a temporada do automobilismo nacional no último domingo (16).

Foram cerca de 3,5 mil pessoas (3 mil nas arquibancadas e 500 nos camarotes) que pagaram ingresso para ver a corrida os shows de acrobacias em carros e motos e o evento principal, a corrida de kart idealizada pelos pilotos Diogo Zucarelli, Patrick Rocha e Lucas Di Grassi. A renda com a venda de ingressos será repassada a quatro entidades da cidade de Registro: à APAE (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais), à CRIFF (Casa da Criança Futuro Feliz, que abriga crianças abandonadas, órfãs ou vítimas de maus tratos), ao Lar dos Velhinhos e ao Amor ao Menor Esperança (AME).

“É apenas o começo do ano. E acho que pela primeira vez na minha carreira, corri sem pensar no resultado. O mais legal de tudo isso foi ter participado da organização, de trabalhar com o intuito de arrecadar dinheiro para estas entidades que fazem um trabalho fantástico. E o melhor de tudo isso, fazendo o que a gente mais gosta, que é vestindo macacão e capacete sentado em um kart”, afirmou Lucas, quinto colocado na corrida principal do domingo (16), e que elogiou o mais novo kartódromo do país. “Excelentes pista e estrutura. Ano que vem tem mais”, disse o piloto, que pretende fazer deste um evento itinerante, levando ajuda a mais localidades.

Ricardo Maurício, campeão de 2008 da Stock Car, largou da pole position, mas terminou a primeira bateria na segunda posição. A vitória ficou com o também piloto da Stock (e campeão da Stock Light de 2007), Betinho Gresse, com Diogo Zucarelli em terceiro, Xandinho Negrão em quarto e Luis Felipe Gama em quinto. Na segunda bateria, a que definiu o título do GP da Solidariedade, Ruben Carrapatoso (campeão mundial de kart em 1998) foi o vencedor, com Danilo Dirani (F-Truck) em segundo, Daniel Serra (Stock Car) em terceiro, Tuka Rocha (Stock Car) em quarto, Lucas Di Grassi (Fórmula 1) em quinto.

No entanto, a combinação de resultados e o décimo lugar obtido por Gresse na prova decisiva terminaram por garantir ao paulistano o título do primeiro evento do automobilismo brasileiro em 2011. Carrapatoso foi o vice-campeão, com Ricardo Maurício, Dirani e Zucarelli fechando os cinco primeiros na pontuação final.

“Por ser a primeira vez em que foi organizado, na inauguração de um kartódromo, eu acho que superou e muito as expectativas. Estava tudo muito bem feito. Acho que o GP da Solidariedade tem tudo para se firmar como o evento que abre as atividades do automobilismo no Brasil. Além disso, é uma grande oportunidade de fazermos o bem, de ajudar ao próximo. É uma excelente maneira de se começar o ano”, afirmou Gresse.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *