GP2 Asiática: Stefano Coletti vence a segunda prova em Abu Dhabi

O monegasco Stefano Coletti (Trident) venceu neste sábado (12/02), em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos, a segunda prova da etapa de abertura da temporada. O checo Josef Kral (Arden) e o sueco Marcus Ericsson (iSport) completaram o pódio.

Pole-position Coletti manteve a ponta na largada, seguido
pelo holandês Giedo van der Garde (Addax), que superou Bird. Na 1ª volta o francês
Romain Grosjean (DAMS) e o romeno Michael Herck (Coloni) se tocaram, com
Grosjean abandonando.

Na 5ª volta van der Garde levou um drive-through, devido a um
mecânico ter cruzado a pista e retirar algo esquecido ao lado de seu carro
momentos antes da largada, caindo para as últimas posições. Nas voltas
seguintes Coletti abriu uma confortável vantagem sobre Bird. A prova seguiu com
apenas algumas disputas no pelotão intermediário.

Faltando cinco voltas para o final Bird rodou sozinho, bateu
e abandonou.  Kral passou para a segunda
posição, seguido por Ericsson, parceiro de equipe de Bird.

Coletti venceu com Kral em 2º e Ericsson na 3ª posição. Vencedor
da primeira prova o francês Jules Bianchi (Lotus ART) terminou em 4º, contudo
foi punido com o acréscimo de 20 segundos, por ter colocado as quatro rodas na
grama ao ultrapassar o italiano David Valsecchi (Air Ásia) na última volta, com
os dois batendo rodas. O atual campeão da categoria passou para o 4º lugar.

Herck e o suíço Fabio Leimer (Rapax) fecharam a zona de pontos
da prova curta.

O brasileiro Luiz Razia (Air Ásia), que destruiu o carro em
um acidente na largada da prova de sexta-feira, terminou em 16º lugar. A equipe
reconstruiu o carro em menos de 24 horas.

O francês Charles Pic (Addax) também foi punido e perdeu o
ponto da melhor volta. Apenas os que terminam entre os dez primeiros têm
direito ao ponto extra. Bianchi ficou com o ponto.

Bianchi lidera o campeonato com 12 pontos, seguido por
Grosjean, com 10.

A próxima etapa acontece no próximo fim de semana, com a
rodada dupla do Bahrein.

Final:

1 – Stefano Coletti – Trident – 26 voltas em 43m02s819
2 – Josef Kral – Arden – 2″629
3 – Marcus Ericsson – iSport – 3″323
4 – Davide Valsecchi – Air Asia – 11″531
5 – Michael Herck – Coloni – 14″687
6 – Fabio Leimer – Rapax – 17″175
7 – Johnny Cecotto – Super Nova – 25″351
8 – Jules Bianchi – Lotus ART – 29″434 *
9 – Rodolfo Gonzalez – Trident – 30″947
10 – Jolyon Palmer – Arden – 32″897
11 – Andrea Caldarelli – Ocean – 33″395
12 – Esteban Gutierrez – Lotus ART – 33″643
13 – James Jakes – Coloni – 34″526
14 – Nathanael Berthon – Racing Engineering – 37″426 *
15 – Fairuz Fauzy – Super Nova – 38″094
16 – Luiz Razia – Air Asia – 38″830
17 – Julian Leal – Rapax – 39″280
18 – Max Chilton – Carlin – 42″205
19 – Oliver Turvey – Ocean – 42″677
20 – Pal Varhaug – Dams – 43″137
21 – Charles Pic – Addax – 45″493 *
22 – Dani Clos – Racing Engineering – 47″035
23 – Giedo Van der Garde – Addax – 49″926

Volta mais rápida: Charles Pic 1’37″656

* Pilotos punidos com o acréscimo de 20 segundos no tempo

Abandonos:

Romain Grosjean – Dams – 0 volta
Sam Bird – Sport – 21 voltas
Mikhail Aleshin – Carlin – 23 voltas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *