GP2: Sérgio Perez lidera campeonato após provas em Monte Carlo

O mexicano Sérgio Perez (Barwa Addax) lidera a temporada 2010 da GP2 Series, após a disputa da segunda rodada, nas ruas de Monte Carlo, em Mônaco. Na sexta-feira Perez venceu pela primeira vez, terminando em 6º neste sábado, somando 17 pontos na tabela de pontos, dois a mais do que o venezuelano Pastor Maldonado (Rapax) e o espanhol Dani Clos (Racing Engineering).


Prova 1:

Na sexta-feira (14/05), Perez venceu de ponta a prova a prova de abertura da temporada. Maldonado foi o 2º, seguido pelo pole-position Clos.

Na largada Perez e Maldonado superaram Clos, que largou lentamente, caindo para terceiro.

Logo na primeira curva um múltiplo acidente eliminou três pilotos. Também envolvido na confusão o italiano David Valsecchi (iSport) retornou a pista depois de ir aos boxes reparar o carro.  O Campeão da GP2 Asiática terminou a prova no muro, na 21ª volta.

Perez foi abrindo vantagem volta a volta, tendo 5s2 de vantagem quando o chinês Ho Pin Tung (Dams) bateu na curva da Piscina na 16ª volta, acionando o Safety-Car.

Na relargada Perez manteve a liderança, rapidamente abrindo dois segundos de vantagem sobre Maldonado. Nas voltas finais o venezuelano conseguiu reduzir a desvantagem para menos de um segundo, contudo sem de fato ameaçar a vitória de Perez. Clos manteve a terceira posição durante toda a prova.

O francês Julien Bianchi (ART) foi o 4º, seguido pelo brasileiro Alberto Valério (Coloni) e o holandês Giedo Van der Garde (Barwa Addax). O brasileiro Luiz Razia (Rapax) e o belga Jerome D’Ambrosio (Dams) completaram a zona de pontuação. D’Ambrosio garantiu a pole para a segunda prova, no sábado (15/05).

Final, prova 1:

1 – Sergio Perez – Barwa Addax – 42 voltas em
1.00’32″223
2 – Pastor Maldonado – Rapax – 0″617
3 – Dani Clos –
Racing Engineering – 10″688
4 – Jules Bianchi – ART – 12″117
5 –
Alberto Valerio – Coloni – 14″117

6 – Giedo Van der Garde – Barwa
Addax – 17″337
7 – Luiz Razia – Rapax – 35″957
8 – Jerome
D’Ambrosio – Dams – 37″403
9 – Johnny Cecotto – Trident – 46″535
10
– Rodolfo Gonzalez – Arden – 53″055
11 – Charles Pic – Arden –
53″977
12 – Marcus Ericsson – Super Nova – 54″913
13 – Josef Kral –
Super Nova – 57″571
14 – Christian Vietoris – Racing Engineering –
58″636
15 – Oliver Turvey – iSport – 59″942
16 – Michael Herck –
DPR – 1’03″008
17 – Giacomo Ricci – DPR – 1’03″419
18 – Sam Bird –
ART – 1’24″160 *
* Punido com o acréscimo de 25 segundos no tempo
final

Abandonos:

Max Chilton – Ocean – 0 voltas
Adrian
Zaugg – Trident – 0 voltas
Fabio Leimer – Ocean – 0 vpltas
Ho Pin
Tung – Dams – 13 voltas
Vladimir Arabadzhiev – Coloni – 19 voltas
Davide
Valsecchi – iSport – 21 voltas

Prova 2:

Pole-position D’Ambrosio conquistou a sua primeira vitória na categoria, ao vencer de ponta a ponta a segunda prova. Van der Garde e Bianchi completaram o pódio.

D’Ambrosio manteve a ponta na largada, construindo uma tranquila vantagem até o Safety-Car entrar na pista na 14º. O venezuelano Rodolfo González (Arden) e Valério bateram quase que simultaneamente em diferentes partes do circuito. No começo da prova Valério e Razia travaram um bom duelo pela terceira posição, até Valério bater no muro da chicane.

No restante da prova D’Ambrosio teve der Garde colado em sua traseira, vencendo com 0s3 de vantagem. Bianchi superou Razia garantindo a última vaga no pódio. O brasileiro acabou cometendo um erro na penúltima volta, perdendo a 4ª posição para o venezuelano Johnny Cecotto (Trident). Perez ficou com o último ponto da prova curta.

Vários pilotos foram punidos com m drive-through  durante a prova, incluindo Maldonado ( por queimar a largada0 e Valsecchi (por cortar a primeira curva na largada).

Final, prova 2:

1 – Jerome D’Ambrosio – Dams – 30 vltas em 43’43″804
2 – Giedo Van der Garde – Barwa Addax – 0″351
3 – Jules Bianchi – ART – 1″078
4 – Johnny Cecotto – Trident – 2″919
5 – Luiz Razia – Rapax – 6″572
6 – Sergio Perez – Barwa Addax – 7″257
7 – Charles Pic – Arden – 7″903
8 – Josef Kral – Super Nova – 8″837
9 – Marcus Ericsson – Super Nova – 9″431
10 – Sam Bird – ART – 10″046
11 – Pastor Maldonado – Rapax – 10″465
12 – Adrian Zaugg – Trident – 11″239
13 – Vladimir Arabadhziev – Coloni – 12″591
14 – Max Chilton – Ocean – 25″246
15 – Oliver Turvey – iSport – 25″461
16 – Davide Valsecchi – iSport – 25″703
17 – Fabio Leimer – Ocean – 26″063

Abandonos:

Christian Vietoris – Racing Engineering – 0 volta
Dani Clos – Racing Engineering – 8 voltas
Alberto Valerio – Coloni – 14 voltas
Rodolfo Gonzalez – Arden – 14 voltas
Giacomo Ricci – DPR – 17 voltas
Ho Pin Tung – Dams – 20 voltas
Michael Herck – DPR – 22 voltas

Campeonato:

1.Perez 17; 2.Maldonado, Clos 15; 4.Razia, Bianchi 11; 6.Pic 10; 7.Leimer, Van der Garde, Ricci 8; 10.D’Ambrosio 7.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *