GP2 Series: Bruno Senna é o melhor estreante no grid

Piloto da Arden International larga em 5º na primeira etapa no Bahrein.

O 5º lugar nos treinos classificatórios da primeira etapa da Fórmula GP2 transformou Bruno Senna no melhor estreante na abertura da temporada da principal categoria de acesso da Fórmula 1. Ainda em adaptação ao carro da Arden International e ao circuito de Sakhir, onde andou em 2006 com um modelo de turismo, Bruno foi um dos destaques do dia em que o italiano Luca Filippi (SuperNova) conquistou a pole e os dois primeiros pontos do ano. A prova de amanhã no Autódromo de Sakhir começará às 10 horas e será cumprida na distância de 34 voltas.

Saído da Fórmula 3 inglesa, série em que os motores têm apenas um terço dos 600 cavalos de potência da GP2, Bruno está mostrando uma rápida evolução. Nos 30 minutos de ensaios livres da manhã, ele havia fechado a lista dos Top 10. E, mesmo chamando a atenção por deixar para trás pilotos com muito maior experiência no qualifying, não se mostrou totalmente satisfeito com a posição de largada.

“Dava para ter sido algo em torno de dois décimos mais rápido. Fui um pouco conservador na minha volta boa, porque sabia que estava indo bem e fiquei receoso de estragá-la. Por isso, acabei antecipando um pouco a freada numa das últimas curvas e perdendo tempo. Não fosse por isso, estaria ainda mais à frente no grid”, analisou.

Bruno não ficou surpreso com o desempenho em seu primeiro treino classificatório numa categoria conhecida pela intensa competitividade. “Estou alegre porque sofremos em alguns testes, especialmente em Paul Ricard. Mas, aqui, o carro já estava bom desde a parte da manhã. Só mexemos no acerto mecânico porque estava um pouco traseiro demais para o meu gosto. À tarde, ele se comportou ainda melhor, principalmente nas curvas de baixa”, continuou.

Com projeto de permanecer dois anos na categoria, tempo que imagina necessário para ganhar a maturidade suficiente para sonhar com uma chance na Fórmula 1, Bruno admite que os primeiros resultados podem chegar antes do previsto. “Vou começar a viver algumas situações novas, como o pit stop para troca de pneus, mas acho que vai ser muito legal se terminar entre os seis primeiros e pontuar já na estréia. Sei que as largadas são sempre tensas e, por isso, vou tomar todo o cuidado para não me envolver em toques”, avisou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *