GP2 Series: Di Grassi é o segundo colocado em Magny-Cours

Brasileiro conquista seu terceiro pódio na temporada 2007 e agora divide a vice-liderança do campeonato com Luca Filippi. Prova foi marcada pelo grave acidente envolvendo o piloto Ernesto Viso.

Pela terceira vez em 2007, o brasileiro Lucas di Grassi, da equipe ART Grand Prix, subiu ao pódio da Fórmula GP2. Neste sábado (dia 30), o piloto conquistou seu melhor resultado na categoria e foi o segundo colocado na 6ª etapa da temporada, disputada em Magny-Cours, na França. A vitória ficou com o italiano Giorgio Pantano, da equipe Campos Grand Prix. O brasileiro Bruno Senna chegou em terceiro e completou o pódio.

Neste domingo (1º), os pilotos participam da 7ª prova do ano, com largada prevista para as 5 horas (de Brasília) e a disputa de 28 voltas. O SporTV anuncia a exibição da corrida ao vivo e em VT a partir das 11h15. Como (pelo regulamento) os oito primeiros hoje largam em posições invertidas, Di Grassi vai partir da sétima colocação. Nicolas Lapierre, oitavo na prova, é o pole.

A etapa deste sábado começou bastante confusa e com um grave acidente. Primeiramente, os companheiros de equipe Timo Glock e Andreas Zuber, que largavam da primeira fila, se tocaram e abandonaram a corrida. Em seguida, o venezuelano Ernesto Viso sofreu um acidente impressionante. Ele decolou com o seu carro após um toque em outro competidor e bateu forte. De acordo com informações divulgadas pela imprensa européia, o piloto passa bem. Ele chegou ao centro médico reclamando de dores em um dos braços e acredita-se que tenha sofrido uma concussão.

Com o acidente, a prova ficou sob bandeira amarela durante três voltas e a maioria dos pilotos aproveitou para fazer o pit stop obrigatório. Em seguida, a corrida foi interrompida por quase uma hora e só depois houve a relargada.

Com o segundo lugar em Magny-Cours, Di Grassi também assumiu a vice-liderança da temporada, ao lado de Luca Filippi, com 26 pontos. Timo Glock segue na ponta da tabela, com 39.

“Fizemos uma boa corrida e foi uma pena ter acontecido esses acidentes no início da prova. Meu carro estava muito bom e constante. Pude administrar o segundo lugar com tranqüilidade”, declarou o brasileiro de 22 anos.

“Vamos tentar melhorar algumas coisas para a corrida de amanhã, mas a expectativa é boa e quero tentar fazer o máximo de pontos possíveis e aproveitar o fato do Timo Glock estar largando lá atrás no grid”, completou o piloto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *