GP2 Series: Di Grassi pontua nas duas provas e vê evolução no carro

Brasileiro avança no Campeonato e está otimista para rodada dupla da Turquia.

Com os dois quartos lugares obtidos neste fim de semana, o brasileiro Lucas Di Grassi (Eurobike/Schioppa/Dolly) passou a somar oito pontos e ocupa a sexta posição na tabela de pontuação do Campeonato Mundial de Fórmula GP2, categoria que realizou em Mônaco sua segunda rodada dupla. Um dos nomes fortes da categoria, Lucas estreou com sérios problemas na rodada dupla de início da temporada, em Barcelona. Naquela pista, o jovem brasileiro sequer pontuou devido ao acidente provocado pelo português Alvaro Parente e, depois, por ser obrigado a largar em 18o para tentar progredir no grid com um carro totalmente fora de ritmo.

“Em Barcelona, até mesmo o extintor de incêndio disparou no meio de uma das corridas”, conta Lucas. “Mas isso é passado. Agora estamos de olho nos pontos que podemos conquistar nas próximas provas. Nosso carro melhorou para a corrida de Mônaco, mas a gente tem que relativizar esse resultado: tecnicamente, Mônaco é uma pista à parte e não dá para ser comparada a nenhuma outra do calendário. Então, vamos saber se houve mesmo progresso na próxima corrida, que será na Turquia”, contou o brasileiro, referindo-se à rodada dupla a ser disputada nos dias 6 e 7 de junho. As vitórias em Mônaco foram do francês Romain Grosjean (líder do torneio, com 31 pontos) e do venezuelano Pastor Maldonado. “Estamos saindo de Mônaco com oito pontos, o que é um resultado mediano, mas um avanço em relação a Barcelona”, completou Lucas, que defende a equipe espanhola Racing Engineering.

Considerado um dos mais competentes nomes da nova geração, e por isso mesmo um dos candidatos a uma vaga no grid a Fórmula 1 em 2010, Lucas definiu os problemas enfrentados neste início de temporada como uma situação normal: “A GP2 é uma competição encardida. Basta ver as corridas: sempre há ultrapassagens espetaculares, manobras arriscadas e até algumas bem irresponsáveis e perigosas. Aqui todos estão de olho não apenas no título, mas também em uma vaga na Fórmula 1. Com tanta coisa em jogo, é natural que você enfrente momentos difíceis, como estes que estou passando agora. Mas, assim como em tudo na vida, se você trabalhar e fizer o melhor, o resultado aparece. A nossa equipe está fazendo isso agora mesmo. Espero provar isso na Turquia”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *