GP2 Series: Mitch Evans vence em Silverstone

O neozelandês Mitch Evans (Russian Time) venceu neste sábado (05/07), em Silverstone, na Inglaterra, a prova de abertura da quinta etapa da temporada. Foi a primeira vitória de Evans na categoria. O britânico Jolyon Palmer (Dams) e o belga Stoffel Vandoorne (ART) completaram o pódio.

Pole-position, o italiano Raffaele Marciello (Racing Engineering) manteve a ponta na largada, seguido por Palmer e Evans.

Com uma estratégia de pneus diferente de Palmer e Evans, Marciello, que faz parte da Academia de Pilotos da Ferrari, liderou até entrar nos boxes, na 10ª volta. Contudo quatro voltas depois, com um problema mecânico, o italiano abandonou, deixando a disputa pela vitória entre o britânico e o neozelandês.

Palmer entrou nos boxes na 18ª volta, e Evans na seguinte. O piloto da Russian Time voltou a pista com o líder do campeonato colado em sua traseira. Palmer foi para cima de Evans, com os dois andando lado a lado. Até o neozelandês dar uma espremida de leve no britânico na curva Club.

Evans abriu vantagem nas voltas seguintes, e recebeu a bandeirada com 4s9 de vantagem sobre Palmer. Vandoorne fechou o pódio.

Na disputa pelo quarto lugar, o colombiano Julian Leal (Carlin), fez uma agressiva ultrapassagem sobre o monegasco Stefano Coletti (Racing Engineering) na volta final. A conduta do colombiano, porém não foi aceita pelos comissários de pista, que após a prova inverteram as posições entre Leal e Coletti.

O venezuelano Johnny Cecotto (Trident) terminou em sexto, seguido pelo brasileiro Felipe Nasr (Carlin) e o monegasco Stephane Richelmi (Dams), que garantiu a pole para a segunda prova (grid dos oito primeiros invertido).

Estreando na categoria, o norueguês Marco Sorensen (MP) foi o nono, seguido pelo alemão Daniel Abt (Hilmer).

O brasileiro André Negrão (Arden) terminou na 20ª posição.

Palmer lidera o campeonato com 135 pontos, 45 a mais do que Nasr. Cecotto é o terceiro com 84. 

Final:

1 – Mitch Evans – Russian Time – 29 voltas em 50’56″307
2 – Jolyon Palmer – Dams a 4″941
3 – Stoffel Vandoorne – ART a 25″680
4 – Stefano Coletti – Racing Engineering a 32″077
5 – Julian Leal – Carlin a 31″912*
6 – Johnny Cecotto – Trident a 32″225
7 – Felipe Nasr – Carlin a 32″977
8 – Stephane Richelmi – Dams a 34″849
9 – Marco Sorensen – MP a 35″055
10 – Daniel Abt – Hilmer a 40″275
11 – Arthur Pic – Campos a 43″017
12 – Alexander Rossi – Caterham a 44″568
13 – Adrian Quaife Hobbs – Rapax a 45″715
14 – Conor Daly – Lazarus a 47″455
15 – Sergio Canamasas – Trident a 49″565
16 – Takuya Izawa – ART a 56″175
17 – Nathanael Berthon – Lazarus a 57″811
18 – Artem Markelov – Russian Time a 1’00″948
19 – Daniel De Jong – MP a 1’01″667
20 – André Negrão – Arden a 1’03″906
21 – Rio Haryanto – Caterham a 1’04″778
22 – Jon Lancaster – Hilmer a 1’05″083
23 – Kimiya Sato – Campos a 1’18″405
24 – Rene Binder – Arden a 2 voltas
25 – Simon Trummer – Rapax a 3 voltas

Volta mais rápida: Mitch Evans – 1’42″977

Não completou:
Raffaele Marciello – Racing Engineering – 14 voltas

*Punido por colidir com Coletti na volta final. Caiu da 4ª para 5ª, trocando de posição com Coletti

Campeonato:

1 – J. Palmer – 135
2 – F. Nasr – 90
3 – J. Cecotto – 84
4 – M. Evans – 65
5 – J. Leal – 62
6 – S. Vandoorne – 58
7 – S. Coletti – 51
8 – A. Pic – 41
9 – S. Richelmi – 36
10 – R. Marciello – 29
11 – R. Haryanto – 26
12 – S. Canamasas – 22
13 – S. Trummer – 18
14 – T. Dillmann – 14
15 – T. Izawa – 11
16 – A. Rossi – 10
17 – A. Quaife-Hobbs – 10
18 – T. Ellinas – 7
19 – R. Binder – 3
20 – M. Sørensen – 2
21 – D. Abt – 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *