GP2 Series: Nico Hülkenberg vence e encosta em Romain Grosjean no campeonato

O alemão Nico Hülkenberg, da ART, venceu neste sábado (11/07), a prova de abertura da quinta rodada dupla da temporada, em Nürburgring, na Alemanha. Foi a primeira vitória de Hülkenberg na categoria. O espanhol Roldán Rodruiguez, da Piquet GP, e o austríaco Andreas Zuber, da FMSI, completaram o pódio.

Pole-position, Hülkenberg manteve a ponta na largada, com o brasileiro Lucas di Grassi, da Racing Engineering, ganhando a segunda posição, de Rodriguez, na freada da primeira curva. Com o espanhol pressionando di Grassi, Hülkenberg foi abrindo vantagem.

Com os boxes abertos, para os pit stops obrigatórios, o líder da temporada, o francês Romain Grosjean, da Barwa Addax, foi o primeiro a entrar liderando uma fila de carros. Di Grassi entrou nos boxes sete voltas depois, com a equipe optando por trocar os quatro pneus (o regulamento obriga a troca de pelo menos dois). O brasileiro perdeu muito tempo, quando a equipe teve problemas na troca de um dos pneus, caindo de segundo para nono lugar.

Hülkenberg foi o último a fazer o pit stop, voltando na primeira posição, com oito segundos de vantagem sobre Rodriguez, aumento ainda mais a diferença até a 35ª e derradeira volta. Zuber conquistou o primeiro pódio na temporada para a equipe de propriedade do piloto da Force India na F-1, Giancarlo Fisichella.

Após suportar uma longa pressão do espanhol Javier Villa, da Super nova, o russo Vitaly Petrov, da Barwa Addax, terminou em 4º. O português Alvaro Parente, da Ocean, foi o 6º, seguido por di Grassi. O mexicano Sergio Perez, da Arden, fechou os oito primeiros e garantiu a pole-position para a prova de encerramento, no domingo (12/07). Grosjean teve problemas hidráulicos na penúltima volta, abandonando.

Os outros três brasileiros na prova abandonaram. Luiz Razia, da FMSI, foi levado pelo italiano Luca Filippi, da Super Nova, que rodou logo na terceira curva da corrida. Diego Nunes, da iSport, colidiu com o venezuelano Pastor Maldonado, da ART, na 10ª volta. Valério, da Piquet GP, vinha entre os primeiros colocados quando parou, na 24ª volta, com suspeita de problemas elétricos no carro.

Grosjean manteve os 40 pontos no campeonato, com Hülkenberg em segundo, com apenas um a menos. Petrov é o 3º, com 38.

Final:

1 – Nico Hulkenberg – ART – 35 voltas em 1h00m10s875
2 – Roldan Rodriguez – Piquet GP – 13″931
3 – Andreas Zuber – FMSI – 21″765
4 – Vitaly Petrov – Barwa Addax – 29″116
5 – Javier Villa – Super Nova – 31″534
6 – Alvaro Parente – Ocean – 48″000
7 – Lucas Di Grassi – Racing Engineering – 50″366
8 – Sergio Perez – Arden – 51″117
9 – Kamui Kobayashi – Dams – 1’04″414
10 – Jerome D’Ambrosio – Dams – 1’05″226
11 – Karun Chandhok – Ocean – 1’09″066
12 – Giedo Van der Garde – iSport – 1’09″909
13 – Davide Valsecchi – Durango – 1’15″106
14 – Michael Herck – DPR – 1’15″721
15 – Rodolfo Gonzales – Trident – 1’22″721
16 – Dani Clos – Racing Engineering – 1 volta
17 – Edoardo Mortara – Arden – 1 volta

Volta mais rápida: Edoardo Mortara 1’41″119

Abandonos:

Romain Grosjean – Barwa Addax – 33 voltas
Nelson Panciatici – Durango – 33 voltas
Alberto Valerio – Piquet GP – 24 voltas
Franck Perera – DPR – 21 voltas
Diego Nunes – iSport – 10 voltas
Pastor Maldonado – ART – 10 voltas
Ricardo Teixeira – Trident – 6 voltas
Luca Filippi – Super Nova – 0 volta
Luiz Razia – FMSI – 0 volta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *