GP2 Series: Nico Hulkenberg vence em Portimão

Campeão antecipado, o alemão Nico Hülkenberg, da ART, venceu neste sábado (19/09), no circuito de Algarve, em Portugal, a primeira prova da 10ª e última rodada dupla da temporada. Foi a quinta vitória do alemão no ano. O italiano Luca Filippi, da Super nova, e o brasileiro Lucas di Grassi, da Racing Engineering, completaram o pódio.

Ainda chovendo em algumas partes da pista, o pole-position, o russo Vitaly Petrov, da Barwa Addax, manteve a ponta na largada, com Hülkenberg em 2º, seguido por di Grassi. O carro do italiano Edoardo Mortara, da Arden, ficou parado na curva dois, após um enrosco com o espanhol Javier Villa, da Super Nova, acionando o Safety-Car, que permaneceu na pista até a 4ª volta.  

Na 5ª volta Hulkenberg ultrapassou Petrov, com o russo recuperando a posição logo a seguir. Na 8ª volta o brasileiro Luiz Razia, da Coloni, levou um drive-through, por ultrapassar com o carro de segurança na pista.

Sem conseguir encontrar um ponto para superar o russo, o alemão decidiu parar nos boxes uma volta mais cedo, na 11ª. Petrov entrou na seguinte, com di Grassi fazendo o seu pit na 13ª volta.

Após as paradas, Hülkenberg assumiu a liderança, seguido por Filippi, que largando da 13ª posição, havia parado no começo da prova. Di Grassi superou Petrov, que caiu da liderança para a quarta posição.

Na 23ª volta o português Álvaro Parente, da Ocean, e o mexicano Sergio Perez, da Arden, bateram na disputa pela 9ª posição. Com os dois carros parados na curva dois, o Safety-Car entrou novamente na pista, por duas voltas.

Hülkenberg recebeu a bandeira quadriculada com tranqüilos 9s730 de vantagem sobre Filippi. O italiano sofreu com o desgaste de seus pneus traseiros a partir da metade da prova, suportando a pressão de di Grassi, que tentou de tudo para conseguir a ultrapassagem, cruzando apenas 0s206 a frente do brasileiro. Meio segundo atrás chegou Petrov, em 4º lugar. O espanhol Roldan Rodriguez, da Piquet GP, foi o 5º, seguido japonês Kamui Kobayashi, da Dams. O italiano David Valsecchi, da Barwa Addax, e o austríaco Andreas Zuber, da Coloni, completaram a zona de pontuação. Com o grid invertido com os oito primeiros, Zuber larga na pole para a prova de domingo.

Após a prova um piloto foi excluído, e quatro punidos. O romeno Michael Herk, da DPR, que havia chegado em 6º, foi desclassificado da corrida, devido irregularidades em seu carro. Ele irá largar do fundo do grid na segunda prova da rodada. Por terem cortado a chicane, o angolano Ricardo Teixeira, o italiano David Rigon, o holandês Giedo Van der Garde e o belga Jerome d’Ambrosio, receberam uma punição de 25 segundos de acréscimo no tempo final. Como Van der garde, e d’Ambrosio abandonaram a prova, irão perder cinco posições no grid da segunda prova.

Final:

1 – Nico Hulkenberg – ART – 37 voltas em 1h03m43s837
2 – Luca Filippi – Super Nova – 9″730
3 – Lucas Di Grassi – Racing Engineering – 9″936
4 – Vitaly Petrov – Barwa Addax – 10″360
5 – Roldan Rodriguez – Piquet GP – 15″095
6 – Kamui Kobayashi – Dams – 24″097
7 – Davide Valsecchi – Barwa Addax – 29″337
8 – Andreas Zuber – PartyPoker Coloni – 32″301
9 – Dani Clos – Racing Engineering – 34″473
10 – Luiz Razia – PartyPoker Coloni – 35″096
11 – Pastor Maldonado – ART – 37″551
12 – Diego Nunes – Piquet GP – 38″478
13 – Javier Villa – Super Nova – 40″020
14 – Davide Rigon – Trident – 58″012
15 – Ricardo Teixeira – Trident – 1’03″143

Volta mais rápida: Diego Nunes 1’32″113

Abandonos:
Alvaro Parente – Ocean – 22 voltas
Sergio Perez – Arden – 22 voltas
Giedo Van der Garde – iSport – 22 voltas
Alberto Valerio – Piquet GP – 4 voltas
Jerome D’Ambrosio – Dams – 4 voltas
Karun Chandhok – Ocean – 1 volta
Edoardo Mortara – Arden – 0 volta
Johnny Cecotto – DPR – 0 volta

Desclassificado:

Michael Herck – DPR – 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *