GP2 Series: Razia ganha três posições na largada, mas abandona após toque

Brasileiro conseguiu cumprir apenas o primeiro dos dois objetivos propostos para a prova deste sábado, quando esperava fechar a disputa entre os dez mais bem colocados.

O brasileiro Luiz Razia estava com a razão quando disse que a corrida deste sábado da Fórmula GP2, disputada pouco depois do treino classificatório da Fórmula 1, em Budapeste, teria dois momentos decisivos. O primeiro deles, segundo o piloto, seria a largada. E o segundo, os pit stops. Em virtude das dificuldades impostas pelo circuito de Hungaroring às manobras de ultrapassagem, estes eram os pontos mais oportunos para a troca de posições.

O que o baiano não esperava, no entanto, é que os momentos que sucederam a luz verde fossem decidir de maneira negativa sua participação na 11ª etapa da temporada. Depois de ganhar três posições no momento da partida, Razia já havia cumprido o primeiro objetivo proposto para a prova, mas acabou sendo envolvido em um acidente que tirou outros três competidores da pista.

“De dentro do carro fica um pouco difícil de explicar a batida, mas pelo que pude entender o (Andréas) Zuber foi apertado pelo (Vitaly) Petrov, e acabou rodando e causando o acidente. Eu já tinha passado três carros, e estava conseguindo evitar a batida, mas levei um toque do Daniel Clos na traseira e abandonei. Foi uma pena porque essa etapa era muito promissora para a gente. Pena que não conseguimos colocar em prática a segunda parte da estratégia para ganhar posições e lutar por pontos na corrida de domingo”, comentou o brasileiro, que parte em 25º amanhã.

A prova deste sábado foi vencida por Nico Hulkenberg, líder do campeonato. O brasileiro Lucas Di Grassi terminou em segundo. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *