GP2 Series: Robin Frijns vence primeira prova em Barcelona

O holandês Robin Frijns (Hilmer Motorsport) venceu neste sábado (11/05), em Barcelona, na Espanha, a prova longa da terceira etapa da temporada. Foi a primeira vitória do piloto e da equipe na categoria. O brasileiro Felipe Nasr (Carlin) e o britânico Jon Lancaster (Hilmer Motorsport) completaram o pódio.

Na largada, o pole, o sueco Marcus Ericsson (DAMS), manteve a ponta. Atrás o suíço Fabio Leimer (Racing Engineering) e o britânico James Calado (ART) se enroscaram, com os dois perdendo posições. Pouco depois, Calado abandonou.

Na 6ª volta começaram as paradas nos boxes, para trocas de pneus. Frijns, que largou em oitavo, foi um dos primeiros a entrar nos pits. Ericsson perdeu tempo nos boxes na volta seguinte, mas conseguiu voltar em primeiro.

Alguns pilotos preferiram permanecer na pista, com pneus duros, assumindo as primeiras posições. Ericsson ficou preso entre o italiano Kevin Giovesi (Venezuela GP Lazarus) e Bird, acabando por levar um toque do britânico. Com o carro danificado o pole abandonou.

Frijns liderava o grupo dos pilotos que já tinha entrado nos boxes, seguido pelos britânicos Jolyon Palmer (Carlin) e Bird. Quando o neozelandês Mitch Evans (Arden International) finalmente entrou nos boxes na 28ª volta, Frijns assumiu a liderança, com apenas 0s7 de vantagem sobre Palmer.

Nas voltas seguintes, Frijns foi abrindo vantagem, enquanto Palmer era ameaçado por Nasr, seu parceiro de equipe. Faltando quatro voltas para o final, Nasr passou o britânico, com direito a um toque na traseira na curva três.

Na curva seguinte, Bird tentou passar Palmer, que empurrou o rival para a grama. Bird rodou, abandonando.

Frijns venceu com 3s3 de vantagem sobre Nasr. Palmer foi o terminou em terceiro, mas após a prova foi punido. Com o acréscimo de 20 segundos no tempo, pelo incidente com Bird, caiu para décimo. Lancaster ficou com a última vaga do pódio.

Líder do campeonato, o menoegasco Stefano Coletti (Rapax) terminou em quarto, seguido pelo francês Tom Dillmann (Russian Time).

Logo na quarta volta Dillmann foi atingido pelo francês Nathanael Berthon (Trident), que também acertou o espanhol Sergio Canamasas (Caterham). Dillmann foi o único a continuar na prova.

Depois foi jogado para fora da pista pelo monegasco Stefano Richelmi (DAMS), fazendo uma estratégia de duas paradas, com pneus duros/duros. Mas uma escapada na volta final, tirou a sua chance de pódio. Richelmi levou um drive-through.

O norte-americano Alexander Rossi (Caterham), o italiano Kevin Ceccon (Trident), o venezuelano Johnny Cecotto Jr. (Arden) e o indonésio Rio Haryanto (Barwa) completaram a zona de pontos.

Coletti lidera o campeonato com 74 ponts. Nasr, em segundo, soma 66, seguido por Leimer com 54.

Final:

1 R. Frijns Hilmer Motorsport 37 voltas em 1:00:38.896            
2 F. Nasr Carlin a 3.316        
3 J. Lancaster Hilmer Motorsport a 12.609    
4 S. Coletti Rapax a 13.329    
5 T. Dillmann RUSSIAN TIME a 14.325    
6 A. Rossi Caterham Racing a 17.160
7 K. Ceccon Trident Racing a 17.504
8 J. Cecotto Arden International a 24.013    
9 R. Haryanto Barwa Addax Team     a 32.024    
10 J. Palmer Carlin a 12.290
11 D. Abt ART Grand Prix a 32.823    
12 M. Evans Arden International a 35.748    
13 J. Leal Racing Engineering a 39.922
14 J. Rosenzweig Barwa Addax Team a 40.999    
15 S. Richelmi DAMS a 42.690    
16 D. De Jong MP Motorsport a 43.102    
17 A. Quaife-Hobbs MP Motorsport a 54.532    
18 F. Leimer Racing Engineering a 56.946    
19 S. Trummer Rapax a 57.935
20 R. Binder Venezuela GP Lazarus a 1 volta

Abandonos:
S. Bird RUSSIAN TIME 33 voltas   
K. Giovesi Venezuela GP Lazarus 11 voltas   
M. Ericsson DAMS 10 voltas   
S. Canamasas Caterham Racing 5 voltas   
N. Berthon Trident Racing 4 voltas   
J. Calado ART Grand Prix 1 voltas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *